Herbalife: senador pede investigação por suspeita de pirâmide

Legislador de Massachussetts (EUA) busca mais informações sobre empresa, após fundo ativista acusá-la de comandar esquema ilegal

As ações da Herbalife caíram 15%, após senador pedir mais informações a comissões. Foto:Divulgação
As ações da Herbalife caíram 15%, após senador pedir mais informações a comissões. Foto:Divulgação

O senador de Massachusetts Edward Markey está pedindo mais informações sobre as práticas de negócio da Herbalife, se tornando o mais proeminente legislador a pedir medidas depois que um fundo ativista acusou a empresa de comandar um esquema de pirâmide.

As ações da Herbalife caíram 15% depois de Markey dizer na segunda-feira (20) que escreveu para a Securities and Exchange Commission (SEC), para a Comissão Federal de Comércio e para a própria Herbalife pedindo mais informações.

A batalha pelo futuro da Herbalife ocorre há mais de um ano, depois que o investidor ativista William Ackman acusou a empresa de comandar um esquema de pirâmide, uma acusação que a companhia de nutrição nega veementemente.

Desde então, investidores proeminentes, incluindo Carl Icahn, posicionaram-se contrários a Ackman, tornando as ações da Herbalife uma das mais observadas de Wall Street.

Markey escreveu à presidente da SEC, Mary Jo White: “peço que vocês investiguem as práticas de negócio da companhia para verificar se a empresa está agindo de acordo com as leis federais de mercado sob a autoridade desta Comissão”, de acordo com a carta datada de 22 de janeiro, divulgada por seu escritório na segunda-feira (20).

Compartilhar: