História das Copas – os Potiguares – Alex Medeiros

Na trajetória da seleção brasileira, alguns jogadores nascidos no Rio Grande do Norte, ou que por aqui passaram, representados nas…

Na trajetória da seleção brasileira, alguns jogadores nascidos no Rio Grande do Norte, ou que por aqui passaram, representados nas figuras que melhor ilustram os dois casos, o ponta esquerda Lula (ex-Ferroviário) e o meia Souza (ex-América), vestiram em algum momento a gloriosa camisa da canarinho.

No entanto, apenas dois craques a vestiram durante a realização de copas do mundo, tendo um deles, Marinho Chagas, sido titular absoluto e destacado entre os melhores jogadores da Copa de 1974 realizada em campos da Alemanha. Marinho iniciou sua carreira no juvenil do Riachuelo no final da década de 1960 e foi para o ABC em 1970.

Após duas temporadas no alvinegro de Natal, foi levado para o Náutico do Recife, ao lado do atacante Petinha, e já em 1972 chamou a atenção do Botafogo carioca, que o contratou para a sagrada posição do mito Nilton Santos. Bastou um ano no glorioso da estrela solitária e o galego das peladas no CIAT das Quintas já estava na seleção brasileira.

O ano de 1972 foi histórico para o futebol potiguar, que viu o mago de ébano Alberi conquistar no ABC a Bola de Prata de melhor do Brasil na sua posição, e também Marinho Chagas levar o prêmio da revista Placar de melhor lateral esquerdo. Marinho foi o maior e melhor jogador que já passou no RN, mas não foi o primeiro a vestir a camisa amarela numa Copa do Mundo.

Vinte anos antes deles, em 1954, um craque e ídolo da torcida do Flamengo foi convocado para a copa disputada na Hungria. José Mendonça dos Santos, o Dequinha, era um volante de raro talento, chamado de maestro pela imprensa carioca, um dos responsáveis pelo tricampeonato rubronegro de 1953-54-55.

Nascido em Mossoró em 1929, começou a jogar bola no Atlético da cidade oestana, depois Potiguar, passando pelo ABC em Natal e América no Recife até desembarcar em terras do Rio de Janeiro para se tornar um dos maiores jogadores da história do clube da Gávea. Na Copa de 54, foi reserva de Bauer, um dos grandes craques da época, que atuava no São Paulo e considerado um dos descobridores do mito Eusébio.

O Rio Grande Norte tem o dever de cultuar as carreiras tanto de Marinho Chagas quanto de Dequinha como seus únicos filhos a defenderem as cores do Brasil em copas da FIFA. O brilho de ambos no Botafogo e no Flamengo, respectivamente, talvez seja um dos elementos que estimularam o torcedor potiguar a ter sempre dois times no coração, um doméstico, como ABC, América, Alecrim, Potiguar, Baraúnas, Corintians de Caicó entre outros, e um carioca. Até o Bangu e o Olaria têm torcedor por aqui. (AM)

 

Miguel Josino

Uma noite ontem e a madrugada de hoje de grande apreensão e tristeza e de orações para os amigos e familiares do Procurador-Geral Miguel Josino, internado em estado de coma após uma queda do primeiro andar do seu apartamento, no bairro da Candelária.

Transtorno

No meio da noite, uma onda de notícias imprecisas levou desespero para amigos e parentes e apressou dezenas de pessoas a reproduzirem na internet a morte cerebral de Miguel. Até professor de comunicação apressou-se em dar condolências à família.

Torcendo

Escrevo a coluna no meio da manhã, quatro horas antes do boletim médico prometido pelo Hospital do Coração, ao meio-dia de hoje. Sou entre tantos na torcida pelo restabelecimento de Miguel, um amigo de extremada elegância e generoso com os seus.

Insegurança

A Câmara Municipal organizou mais uma audiência pública para discutir a violência sem freios em Natal e no resto do estado. Nada contra audiências, mais já estamos debatendo demais um assunto que precisa mesmo é de ação policial repressiva.

Resultados

Não vou revelar o santo, mas o milagre. Há um quarteirão em Natal que bandido não passa nem perto, porque sabe que os agentes de segurança postados no local atirarão para matar. O que falta nos demais quarteirões são policiais bem pagos e armados.

Virada

Continua desastrosa a administração do petista Fernando Haddad em Sampa. No fim de semana, conseguiu reduzir o público da popular Virada Cultural e aumentar o número de bandidos, que deram um show de furtos e de arrastão, além de brigas no local.

PMDB sem PT

Assim como fez no RN, onde ignorou a aliança federal com o PT e se aliou com o PSB de Eduardo Campos, fechando chapa com Wilma de Faria, o PMDB também se juntou com os pessebistas no outro extremo do país, no Rio Grande do Sul.

De Aécio Neves

“Com a nova propaganda, o partido passa a si mesmo um atestado de fracasso. Depois de quase 12 anos no poder, não festeja o que deveria ser o seu legado. Não tendo mais esperança ou confiança, oferece aos brasileiros o medo e a ameaça”. (Na Folha)

Barcelona

O diário esportivo AS, da Catalunha, publicou sábado uma enquete com torcedores do Barça, onde expressaram a insatisfação com o time e jogadores. A maior rejeição é do goleiro Pinto (92%), seguido de Daniel Alves (79%) e dos dirigentes (64%).

Barcelona II

A pergunta da enquete é sobre quem o torcedor quer que vá embora. O camaronês Song é o quarto mais rejeitado, com 58%, seguido do argentino Mascherano, com 54%. O zagueiro Piqué tem 39% de rejeição e até Messi entrou na lista, com 37%.

Compartilhar: