Homem com paralisia cerebral completa prova de triatlo com ajuda do irmão

Evento atlético é composto por três modalidades: natação, ciclismo e corrida

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Peder Mondrup, de 34 anos, se tornou primeira pessoa com paralisia cerebral a completar uma prova de triatlo — evento atlético composto por três modalidades: natação, ciclismo e corrida. A determinação e amor de seu irmão gêmeo, Steen, foi essencial para a realização deste sonho, que em agosto deste ano.

Usando equipamentos especiais, Steen nadou 3,86 km enquanto seu irmão o puxava em um bote.

No circuito de bicicleta, Steen pedalou 180 km com o seu irmão sentado na frente dele.

A dupla levou 15 horas, 32 minutos e 48 segundos para completar o extenuante Desafio KMD Ironman Copenhagen e cruzaram a linha de chegada juntos próximo da meia noite do dia 24 ao som de aplausos e em meio às luzes brilhantes do local.

Os gêmeos, que se intitularam a equipe de Tvilling (“Time gêmeo” em dinamarquês), nasceram prematuros, com apenas seis meses e pesando apenas 1,17 kg cada em 1980.

E na prova da corrida, Peder percorreu 42 km de um terreno montanhoso na cadeira de rodas empurrada por seu irmão.

A falta de oxigênio causou a paralisia cerebral de Peder, que acabou limitado a uma cadeira de rodas por toda a sua vida.

No entanto, a deficiência física não o impediu de participar de várias maratonas e corridas com seu irmão, sujo ápice foi a conclusão espetacular da prova Ironman, a qual é extremamente exigente.

Peder revelou ao site ModernMet como se sente:

“Pela primeira vez eu me senti como a pessoa que me vejo: um participante regular,  em vez de ‘alguém em uma cadeira de rodas’.”

Seu irmão expôs a felicidade em compartilhar o momento com Peder

“Se eu puder dar ao Peder o sentimento de não estar preso a uma cadeira de rodas apenas por algumas horas, então eu vou fazer o que for preciso. Eu me sinto muito sortudo, porque ele me fez ver o lado positivo da vida e não me queixar quanto às dificuldades cotidianas. Uma coisa é certa: você nunca irá ouvir Peder sentir pena de si mesmo.”

Steen decidiu marcar na pele a história que divide com seu irmão:

“Nunca sabe quão forte você é até ser forte ser a sua única opção”

Os gêmeos, que brincaram que Steen tem as “pernas” e Peder tem “o cérebro,” esperam de perseguir o sonho de dar às pessoas com deficiência a oportunidade de sentir a alegria e o orgulho de participar de corridas e outros eventos esportivos.

A realização da prova Ironman foi apenas o início dessa jornada. Eles pretendem inaugurar em 2015, a Associação de Gêmeos, sem fins lucrativos, com o objetivo de formar os primeiros acampamentos do mundo de treinamento de triathlon para pessoas com deficiência.

“Estamos realmente animados para esse grande passo do Time Gêmeos. O trabalho já começou e agora vamos focar toda a nossa atenção.”

Fonte: R7

 

 

 

 

 

 

Compartilhar: