Homem descobre traição de namorada e manda matar amante

Homens estão foragidos

Bruno da Silva, de 25 anos, foi assassinado a tiros quando voltava de uma festa. Foto: Divulgação
Bruno da Silva, de 25 anos, foi assassinado a tiros quando voltava de uma festa. Foto: Divulgação

Bruno da Silva, de 25 anos, foi assassinado a tiros quando voltava de uma festa em Embu das Artes, na Grande São Paulo, no dia 14 de junho. Segundo a polícia, o namorado da amante do jovem foi o mandante do crime.

Bruno voltava de uma festa com um amigo. Os dois estavam de moto passando pela rua quando um carro vermelho se aproximou e atirou contra os dois. Silva foi atingido na perna e caiu. Seu amigo conseguiu sair correndo e se esconder. Ele viu quando homens colocaram Silva dentro do porta-malas e o levaram embora.

O pai do jovem investigou por conta própria e descobriu o nome do dono do veículo. Era Luciano Santos, de 35 anos. A polícia o chamou e ele confessou que matou Silva, mas se negou a contar onde estava o corpo.

Familiares de Silva mobilizaram todo o bairro. Um vizinho contou ao pai que havia manchas de sangue em uma rua próxima a um matagal. Lá, encontraram o corpo do jovem dentro de um poço. Silva, que estava desaparecido havia três dias, foi reconhecido pelas roupas que usava quando saiu de casa.

Segundo a família, Bruno era casado há quatro anos e tinha um filho de um ano. Há dois anos ele se envolvia com uma adolescente de 19 anos. A garota arranjou um namorado, o que desagradou Silva. Ele foi tirar satisfações com o namorado da amante. O rapaz contou para seu pai que havia discutido com Silva. Este, então, decidiu cometer o crime.

Santos está preso desde que confessou o assassinato. André Santos, de 19 anos, era o motorista do carro. Ele e seu irmão estão foragidos. A amante de Silva deve prestar depoimento nos próximos dias, informou a polícia.

Fonte: R7

 

 

 

Compartilhar:
    Publicidade