Homens são presos após quase bater com drone em helicóptero

Wilkins Mendonza e Remy Castro foram presos com duas aeronaves pequenas e dois controles remotos

Na versão dos acusados, o quadricóptero controlado remotamente do modelo DJI Phantom 2 estava voando a uma altitude de 300 pés. Foto: Divulgação
Na versão dos acusados, o quadricóptero controlado remotamente do modelo DJI Phantom 2 estava voando a uma altitude de 300 pés. Foto: Divulgação

Dois nova iorquinos foram presos na última segunda-feira por controlar o voo de um drone civil perto da ponte George Washington a 244 metros de altura de helicóptero policial. De acordo com New York Post, Wilkins Mendoza e Remy Castro foram acusados de crime por descuido, que implica risco de morte ou desprezo com a vida, devido à possibilidade de colisão com a aeronave policial.

Na versão dos acusados, o quadricóptero controlado remotamente do modelo DJI Phantom 2 estava voando a uma altitude de 91,5 metros quando o helicóptero da polícia nova iorquina começou a perseguir o drone. ]

O DJI Phantom 2 consegue atingir até 609 metros de altura, mas é comum usá-lo a uma altitude baixa, pois sua bateria dura apenas 20 minutos.

Wilkins Mendonza e Remy Castro foram presos com duas aeronaves pequenas e dois controles remotos. Um amigo da dupla revelou ao jornal que eles gastaram entre US$ 500 e US$ 700 nos aparelhos.

Fonte: Terra

Compartilhar: