Homens têm mais chance de ter dor de cabeça durante o sexo

Especialista explica que cefaléia orgástica causa três tipos diferentes de dor

Homens têm entre 3 e 4 vezes mais chances de sofrerem cefaléia orgástica. Foto: Divulgação
Homens têm entre 3 e 4 vezes mais chances de sofrerem cefaléia orgástica. Foto: Divulgação

“Hoje não querido, estou com dor de cabeça”. Essa frase é conhecida como a desculpa mais antiga para as mulheres evitarem uma noite de amor. Mas um recente estudo da Loyola University Chicago Stritch School of Medicine descobriu que são os homens que têm entre três e quatro vezes mais tendência a sentirem dor de cabeça durante e após o sexo.

Conhecida como cefaléia orgástica, esta dor de cabeça atinge cerca de 1% dos homens. “Sabemos que este número é muito maior porque as pessoas não querem admitir que sofrem disso”, explica o neurologista Dr. Jose Biller. Ele afirma ainda que é preciso ficar mais atento ao problema porque, em alguns casos, pode ser sinal de hemorragia, aneurisma cerebral e até derrame. No entanto, a maior parte delas são inofensivas e vêm de enxaqueca ou tensão. “Estas dores de cabeça durante ou após o sexo podem ser extremamente dolorosas e assustadoras, assim como frustrantes, tanto para quem a sente quanto para o parceiro”, diz o especialista.

A cefaléia orgástica tem três tipos: a de tensão, que faz doer a cabeça e o pescoço, começa antes do orgasmo e piora quanto mais excitada a pessoa fica. A dor “trovão” começa durante o orgasmo e pode durar horas. “De repente senti uma dor terrível na parte de trás da minha cabeça, parecia que estavam me batendo com um martelo”, disse um paciente que sofre deste tipo.

O terceiro tipo é a dor de cabeça após o sexo e costuma ser extremamente dolorosa e fica pior ainda quando a pessoa se levanta. Ela é causada porque fluídos saem do crânio e chegam à espinha.

A primeira relação entre sexo e dor de cabeça foi feita pelo grego Hipócrates, conhecido como “pai da medicina” que viveu entre 460 a.C e 370 a.C. Em 2004, a Sociedade Internacional de Cefaleia classificou a cefaleia orgástica como um tipo primário de dor de cabeça.

O problema pode ser evitado com exercícios, não consumo de álcool, manter o peso e terapia. Para alguns casos, medicamentos para prevenção e tratamento são recomendados. “Pedimos aos pacientes que sofram com isso para que procurem atendimento neurológico para excluir outros possíveis problemas ligados à dor de cabeça”, explica o especialista.

Compartilhar: