Hospital Giselda Trigueiro inaugura Ouvidoria da unidade

Com o objetivo de melhorar a qualidade no atendimento aos usuários, o Hospital Giselda Trigueiro (HGT) inaugurou, na manhã de…

Ouvidoria instalada na própria unidade servirá de canal permanente de diálogo entre insituição e usuário, que poderá fazer reclamações, elogios e sugestões sobre o atendimento no hospital. Solenidade de inauguração foi realizada nesta manhã. Foto: José Aldenir
Ouvidoria instalada na própria unidade servirá de canal permanente de diálogo entre insituição e usuário, que poderá fazer reclamações, elogios e sugestões sobre o atendimento no hospital. Solenidade de inauguração foi realizada nesta manhã. Foto: José Aldenir

Com o objetivo de melhorar a qualidade no atendimento aos usuários, o Hospital Giselda Trigueiro (HGT) inaugurou, na manhã de hoje, a Ouvidoria própria da unidade, que servirá como um canal permanente de diálogo entre o usuário e a instituição. O hospital já conta com a Ouvidoria do SUS, que atende à população que tem algo a dizer em relação ao Sistema único de Saúde. Já a Ouvidoria inaugurada hoje será um canal de atendimento as reclamações, solicitações, pedidos, elogios e sugestões dos usuários em relação ao atendimento da própria unidade, mas que funcionará em parceria com a ouvidoria do SUS.

De acordo com a diretora geral do HGT, Milena Martins, a nova Ouvidoria irá aproximar ainda mais os usuários da unidade de saúde. “A implantação deste setor no Hospital Giselda Trigueiro é muito importante dentro da nossa gestão participativa, pois é um espaço que proporciona a participação do usuário em um serviço que é direcionado a eles e contamos com os usuários para nos ajudar a melhorar a qualidade do serviço prestado. Além disso, o fato de ser uma Ouvidoria interna fará com que o usuário se sinta mais próximo da unidade e acredite que suas solicitações de fato estão sendo atendidas”, disse Milena Martins.

A solenidade de inauguração contou com a presença de funcionários, representantes do Ministério Público do RN, da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) e do Ministério da Saúde, que debateram e trocaram experiências sobre os benefícios da implantação do serviço em órgãos que prestam atendimento público.

De acordo com a promotora de saúde, Iara Pinheiro, a Ouvidoria é fundamental para todo e qualquer serviço público.  “A ouvidoria é um serviço de extrema importância em um serviço público, seja ele qual for e é primordial, pois traz mais transparência e um acesso  menos complicado a informações sobre tudo o que é ofertado na instituição. Assim, passa maior confiança e segurança ao usuário.  Esse hospital, especificamente,  tem valorizado a integração entre os usuários e o corpo de funcionários e esse modelo de gestão,  no espaço público é fundamental”, disse a promotora Iara Pinheiro.

A popularização do serviço foi um assunto abordado pelo ouvidor da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), Jorge Alberto Madruga, que defendeu a implantação de mais ouvidorias em todo o Rio Grande do Norte. “Ouvidoria é algo novo e esse tipo de serviço precisa se fortalecer culturalmente no nosso Estado, tornando mais popular e presente em órgão dos mais diversos segmentos que lidam com a população. Existem duas vertentes muito importantes em uma ouvidoria. A primeira é que ela proporciona ao cidadão o direito de se manifestar, obtendo sempre um retorno e, a segunda, é o fato de ser uma ferramenta de gestão que utiliza a opinião dos próprios usuários para estabelecer mudanças técnicas e estruturais, dando ao cidadão o direito a voz”, disse Jorge Alberto Madruga.

Para comemorar o lançamento da Ouvidoria, o HGT realiza até o final do dia, diversas programações para atualizar os participantes sobre o serviço, com palestras, oficinas, debate. O ‘1º Seminário Ouvidoria SUS/HGT’, com o tema “Para quê? Para quem?” será ministrado pela consultora de Política Nacional de Humanização do Ministério da Saúde, Eliane Benkendorf.

De acordo com Elaine, os servidores precisam estar atentos e abertos às opiniões dos usuários para prestar o atendimento correto na ouvidoria. “A ouvidoria é a porta de comunicação do cidadão com o hospital, pois através dela ele pode trazer sua visão sobre a instituição. Sendo assim, os servidores desses órgãos que dispõem desse serviços devem estar abertos à atender as solicitações dos usuários, sejam elas críticas ou elogios, não esquecendo que a ouvidoria é uma ferramenta de gestão que traz o olhar e necessidade desse cidadão. Por isso, é bom os funcionários estarem aqui para entender como funciona e quais os objetivos e benefícios da Ouvidoria tanto para os usuários, quanto para eles, que através da manifestação dos atendidos poderão ter as mudanças necessárias em seus trabalhos, melhorando a assistência ao público”, disse a consultora do Ministério da Saúde,  Elaine Benkendorf .
Usuários do Hospital Giselda Trigueiro, compareceram à inauguração da Ouvidoria, na expectativa de que a implantação deste setor faça ainda mais diferença no atendimento prestado. De acordo com a usuária Ana Lúcia, o serviço pode beneficiar a todos, desde que seja feito com seriedade e continuidade. “Tudo o que é feito para beneficiar a população, é bem-vindo. Mas esperamos que a Ouvidoria funcione realmente e que não caia no esquecimento, como tantos outros projetos que foram lançados aqui em Natal e duraram pouco tempo. Eu acredito que a Ouvidoria vai trazer muitos benefícios a todos nós, mas o trabalho deve ser sério e não pode parar no meio do caminho”, disse Ana Lúcia. (GR)

Compartilhar: