Hotel limita contato de funcionários e atende mimos de Neymar

Apenas membros selecionados pelo Ouro Minas podem atender jogadores, que assim como celebridades fizeram pedidos específicos

Neymar chega ao Ouro Minas. Foto: Divulgação
Neymar chega ao Ouro Minas. Foto: Divulgação

Ficar perto do ídolo, de um dos craques da seleção brasileira nesta Copa do Mundo é missão quase impossível, uma vez que o esquema de segurança ao redor das estrelas em Belo Horizonte é muito forte.

Para assegurar que a integridade física e a privacidade dos atletas sejam mantidas, vários seguranças, além de policiais, acompanham a delegação brasileira onde quer que ela vá: estádio, centro de treinamento e até no local onde os jogadores estão hospedados.

No Ouro Minas, hotel onde comissão técnica e atletas do Brasil estão hospedados na capital, não é diferente. Nem mesmo os funcionários da própria hospedaria conseguem contato com os jogadores. Se do lado de fora os aparatos de segurança são, dentre outros, cavaletes metálicos e policiais, dentro do hotel a barreira é “política e burocrática”.

Segundo apurou O Tempo, nem todos os funcionários do Ouro Minas podem se aproximar e/ou ter contato direto com Neymar e companhia. Apenas os escolhidos pela gerência do hotel tem essa regalia.

“Não é todo mundo que pode falar com os jogadores. A chefia escolheu pessoas específicas para ter contato mais próximo com os jogadores. Passaram para nós que é proibido pedir autógrafo, tirar foto, ficar tietando. Temos que deixar os caras se sentindo em casa, sem badalação ou qualquer ação que tire o sossego deles”, disse à reportagem um funcionário, que terá sua identidade preservada.

Para fazer com que um quarto pareça o máximo com uma pequena parte das grandes mansões, residência dos jogadores, há aqueles que têm mimos especiais. De acordo com um funcionário do setor de compras do Ouro Minas, Neymar pediu uma farta lista de iogurtes. E até quem não faz parte diretamente da seleção – mas que está hospedado no hotel – tem seus pedidos atendidos. Como o narrador da TV Globo, Galvão Bueno.

“O craque da seleção parece uma criança. Pediu um monte de iogurtes. Já o Galvão Bueno pediu muitas maças. Pelo que falaram para nós, a fruta tem propriedades específicas para proteger a voz”, revelou outro funcionário.

Fonte: IG

Compartilhar:
    Publicidade