Humorista Gustavo Mendes leva porrada após fazer piadinha no Rio de Janeiro

Em nota, a prefeitura de Búzios disse que havia avisado a Gustavo que se tratava de um evento de uma comunidade religiosa e portanto ele teria de ter "um cuidado especial com o seu texto"

rthyy2

Gustavo Mendes, ator conhecido por interpretar a presidente Dilma na internet e no Agora É Tarde (na Band), está perplexo e chateado com o que aconteceu na noite de domingo na cidade de Búzios (Rio de Janeiro). Ele foi agredido verbalmente e fisicamente por pessoas envolvidas com a organização do evento, que pertencia à prefeitura da cidade. Em determinado momento, quando descia do palco levou chutes e ponta pés.

O humorista era a atração do úuzios Love que comemorava o Dia dos Namorados. Usando roupas normais, Gustavo apresentou o show “Mais que Dimais” que há alguns anos roda o país e faz um tremendo sucesso. Ele sempre atualiza o show com informações da cidade local. Segundo uma fonte do blog, desta vez, ele acrescentou o fato de a proibição da venda de bebidas alcoólicas em eventos que Igreja Católica estivesse envolvida ter sido revogada na cidade. Em determinado momento, ele comentou: “Mas Jesus não transformou água em vinho, então? Proibir a venda de bebida alcoólica, vai tomar…. “. Foi a deixa para confusão

O secretário adjunto da prefeitura pediu que Gustavo descesse do palco, ele se recusou, pois queria terminar o show. “Isso durou até o ponto da situação ficar insustentável, pois ele estava sendo xingado por gente a organização. Quando ele resolveu sair, uma pessoa do staff começou a agredi-lo”, contou a fonte. Veja parte da confusão aqui. O público que estava do local não concordou com a interrupção e protestou.

Em nota, a prefeitura de Búzios disse que havia avisado a Gustavo que se tratava de um evento de uma comunidade religiosa e portanto ele teria de ter “um cuidado especial com o seu texto, evitando ofensa verbais aos presentes”. Como ele não teria cumprido o combinado, a prefeitura exigiu que ele se retratasse no palco. Coisa que ele não fez. Já o humorista nega que tenha sido feita qualquer exigência. Segundo uma nota divulgada por sua assessoria de imprensa, “em nenhum momento o contratante informou que o show seria inserido em um evento de uma comunidade religiosa ou solicitou qualquer tipo alteração no texto teatral, o que caracterizaria uma censura prévia e isso não é aceito pelo ator”.

Ainda não se sabe se Gustavo tocará no assunto no “Agora é Tarde”. De qualquer forma, é um absurdo o que ocorreu com o humorista. Ele estuda processar os organizadores do evento. Vale dizer que vivemos um momento de intolerância. Basta lembrar que a presidente do nosso país foi xingada por alguns torcedores na abertura da Copa, na última quinta-feira. Pura falta de educação. Nada justifica isso.

 

Fonte: Yahoo

Compartilhar:
    Publicidade