Ibovespa dispara com rumor de que Ibope trará Marina à frente de Dilma

Banco do Brasil salta mais de 5% e Petrobras sobe mais de 4%

12353_2_L

O Ibovespa dispara com rumor de que Marina Silva (PSB) abriu vantagem sobre Dilma (PT) em nova pesquisa eleitoral Ibope que será divulgada amanhã às 18h (horário de Brasília). Em meio à forte euforia, os papéis das estatais sobem forte e contagiam outras ações da Bolsa nesta tarde.

Às 15h51 (horário de Brasília), o índice registrava alta de 1,52%, a 62.073 pontos, próximo a máxima do dia, quando atingiu valorização de 1,78%, a 62.231 pontos. O otimismo era acompanhado pelos papéis das estatais Petrobras (PETR3, R$ 23,34,
+3,83%; PETR4, R$ 24,73, +3,78%) e Banco do Brasil (BBAS3, R$ 37,55, +5,98%).

Segundo especulação do mercado, a próxima pesquisa Ibope vai trazer Marina à frente de Dilma já no primeiro turno, o que deve abrir ainda mais vantagem também no
2° turno. No último Ibope, divulgado dia 26 de agosto, Marina aparece com 29% de intenções de voto, enquanto Dilma mantinha o primeiro lugar com 34% dos votos. Já o último Datafolha, revelado na sexta-feira, Marina mostrou 13 pontos percentuais acima da pesquisa anterior do instituto, com 34% das intenções, empatada com o percentual de Dilma. Enquanto isso, o candidato do PSDB, Aécio Neves, apresentou forte queda, indo dos 20% do dia 18 para atuais 15%.

Ainda no radar da Bolsa, aparecem os papéis das siderúrgicas, que seguem movimento de forte alta visto desde o início de pregão. Destaque para as ações da CSN (CSNA3, R$ 10,02, +3,83%), Gerdau (GGBR4, R$ 13,09, +3,23%), Metalúrgica Gerdau (GOAU4, R$ 16,00, +3,29%) e Usiminas (USIM5, R$ 8,34, +2,96%). Vale mencionar que essa é a primeira alta da CSN após cinco sessões de perdas. Hoje, dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontaram que a produção da indústria nacional interrompeu cinco meses de queda seguida e avançou 0,7% em julho, surpreendendo o mercado.

 

Fonte: InfoMoney

Compartilhar: