‘Idade para mim é apenas um número’, diz fisiculturista de 77 anos

Ernestine Shepherd já foi considerada a fisiculturista mais velha do mundo

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A americana Ernestine Shepherd, de 77 anos, começou a malhar aos 56 anos. Após a morte da sua irmã, o exercício a ajudou a sair da depressão. Hoje, é uma das fisiculturistas mais velhas do mundo e trabalha como personal trainer. “Sou a prova de que idade é apenas um número”, disse. Os dados são do jornal Daily Mail.

Sedentária até o 56 anos, ela passou a se exercitar incentivada pela irmã e melhor amiga, Velvet, que achava que as duas deviam levar uma vida mais saudável. No entanto, Velvet morreu de aneurisma cerebral em 1992 e Ernestine entrou em depressão. “Depois que a minha irmã morreu, acabei com pressão alta, ataques de pânico, colesterol elevado.”

O apoio dos familiares e sua religião a ajudaram a se motivar e a começar a correr. O treinamento tirou todas as dores de seu corpo e eliminou a necessidade de remédios. Até hoje, corre todos os dias 16 km acompanhada por seu marido, Collin, de 83 anos. Também malha duas horas diárias na academia. Dá aulas de ginástica e seu aluno mais velho tem 89 anos. “Nem todo mundo quer ser fisiculturista. Apenas encontre o que você gosta de fazer.”

Com a ajuda do ex-Mister Universo Yohnnie Shambourger, se tornou fisiculturista profissional e, em 2010, entrou para o Guinness Book, o livro dos recordes, como a mulher fisiculturista mais velha do mundo. Já não detém mais o título, mas ainda há chance de ganhá-lo novamente, já que não pretende parar tão cedo.

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade