Incidência de radiação ultravioleta atinge índices alarmantes na capital potiguar

Expectativa é que mais de 576 mil casos de câncer sejam diagnosticados no Brasil este ano, segundo o Inca

Por sermos um país tropical e próximo à Linha do Equador sofremos com a alta radiação. Foto: Divulgação
Por sermos um país tropical e próximo à Linha do Equador sofremos com a alta radiação. Foto: Divulgação

Neste ano de 2014 devem surgir 576.580 casos de câncer no Brasil e a previsão é de que o tumor de pele não melanoma – o mais frequente na população feminina e masculina – atinja 182 mil pessoas no próximo ano, o equivalente a 31,5% do total. Os dados são da publicação Estimativa 2014 – Incidência de Câncer no Brasil, apresentada pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e pelo coordenador de Prevenção e Vigilância do Instituto Nacional de Câncer José de Alencar Gomas da Silva (Inca), Cláudio Noronha. As previsões de novos casos da doença, divulgadas a cada dois anos, servem de base para políticas públicas na área de oncologia.

Segundo previsão do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Cptec/Inpe), até a próxima terça-feira (14), o índice de radiação ultravioleta (IUV) atingirá níveis extremos em várias partes do país.

O IUV é uma medida da intensidade da radiação UV, relevante aos efeitos sobre a pele humana e representa o valor máximo diário da radiação ultravioleta, sendo sempre apresentado para uma condição de céu claro. Acima de 11, o índice já é considerado extremo, podendo chegar até 18. A partir da próxima terça-feira (14) e até a quinta-feira (16), está previsto em Natal o índice 13.

Os raios ultravioletas podem causar sérios danos à saúde, como o câncer de pele. De acordo com a dermatologista Conceição Câmara neste período de verão os cuidados devem ser redobrados por causa da alta incidência de raios UV no Rio Grande do Norte. “Por sermos um país tropical e próximo à Linha do Equador sofremos com a alta radiação, e Natal só perde para uma das cidades do Equador. É preciso evitar o sol entre às 10h e 16h, sempre sair de casa com filtro solar com fator de proteção solar 30, no mínimo, e mesmo em dias nublados, já que a radiação é quase a mesma. Na praia, o filtro solar deve ser reaplicado a cada uma hora e meia, e na cidade, duas vezes ao dia. A hidratação do corpo através da ingestão de líquidos e da pele com produtos prescritos por dermatologistas também são importantes, além de boa alimentação e roupas leves”, disse. A médica também reforça que o pior sol é o pego até os 18 anos de idade, já que a radiação vai no DNA da pele e tem ação cumulativa.

MELANOMA

Conceição Câmara alerta que é necessário observar alterações em pintas e sinais na pele. Segundo ela, se verificada uma lesão de pele que não cicatriza e mudanças na simetria, cor, além da presença de prurido e sangramentos, deve-se procurar um dermatologista com urgência. “As pessoas já podem ter o fator genético e desenvolver o câncer ou ter uma lesão, pinta ou sinal que pode se malignizar. Quem tem histórico deve ainda mais se autoexaminar e procurar um profissional. O carcinoma basocelular é o tipo de câncer mais comum e é benigno. Já o melanoma é o câncer de pele maligno e pode matar porque dá metástase, mas quando diagnosticado precocemente e não tem metástase há 100% de chance de cura. No Rio Grande do Norte, é um câncer comum”.

 

CAMPANHA

Como forma de valorizar a profissão, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) está promovendo uma campanha nacional de conscientização. Conceição Câmara diz que são cada vez mais comuns casos de esteticistas ou pessoas ligadas à área de medicina estética se portarem como profissionais da área de dermatologia. “Esta campanha tem como foco a nossa valorização e informar a população sobre os males que podem ser causar à saúde se procurar pessoas não qualificadas. Não é incomum diversos casos de pessoas da área de medicina estética que orientam uso de ácidos fortes para a nossa cidade e de produtos não aprovados pela Anvisa.  Deve ser procurado um dermatologista credenciado à SBD”, frisou.

Compartilhar:
    Publicidade