Inglês é mordido no Brasil e perde orelha em jogo Inglaterra x Uruguai

Fato aconteceu logo após a vitória uruguaia por 2 a 1

Sunday People mostra o torcedor sem um pedaço da orelha após a partida entre Inglaterra e Uruguai. Foto: Divulgação
Sunday People mostra o torcedor sem um pedaço da orelha após a partida entre Inglaterra e Uruguai. Foto: Divulgação

Está virando moda. Na última terça-feira, durante jogo entre Itália e Uruguai, em Natal, Luis Suárez mordeu o ombro de Giorgio Chiellini, não foi expulso, mas depois acabou duramente punido pela Fifa. Antes disto, no entanto, a Copa do Mundo já havia protagonizado outra barbárie envolvendo este tipo de agressão. No duelo entre Inglaterra e Uruguai, válido pela segunda rodada do torneio, na Arena Corinthians, um torcedor inglês recebeu uma dentada durante briga nas arquibancadas e simplesmente perdeu o lóbulo de sua orelha esquerda.

O fato foi noticiado somente neste sábado pela revista Sunday People. De acordo com a publicação, Robert Farquharson, torcedor inglês que veio ao Brasil para acompanhar a Copa do Mundo, foi atacado por um compatriota no anel superior da Arena Corinthians. Logo após a vitória uruguaia por 2 a 1, que eliminaria a seleção comandada por Roy Hodgson do Mundial, Farquharson passou a ser agredido verbalmente por um outro inglês. Vítima de racismo, ele teria ouvido: “seu negro! Você não deveria estar apoiando a Inglaterra”.

O insulto gerou uma confusão, e Farquharson recebeu uma mordida na orelha do agressor. Segundos depois do ataque, ele aparece com muito sangue escorrendo pelo pescoço e sem o lóbulo da orelha esquerda. As consequências do ataque foram flagradas por um vídeo publicado pelo site da revista. “O cara que o atacou era um idiota. Ele foi para cima de outro fã Inglaterra, abusou dele racialmente e, em seguida, mordeu a sua orelha. Foi terrível”, contou um torcedor que presenciou a agressão.

“Robert estava completamente atordoado. Ele estava em choque completo e outra pessoa estava gritando: ‘eu não posso acreditar que esse cara fez isso com ele’. Foi uma situação estranha, porque não havia voluntários para ajudá-lo, apenas fãs”, revelou um amigo de Farquharson. “Eu disse a ele: ‘o que está acontecendo aqui, companheiro?’ Eu vou a jogos há 20 anos e nunca vi nada como isso”, acrescentou, antes de relembrar os tempos em que o “hooliganismo” atordoava o futebol inglês. “Nós não queremos que as coisas voltem aos velhos e maus tempos. Esse cara não tem lugar no jogo”, encerrou.

Fonte: Terra

Compartilhar: