Ingleses constatam e temem gramado “seco e nu” de Manaus

De acordo com jornal britânico, a superfície de jogo do novo estádio manauara se encontra em “condições chocantes”

Às vésperas da estreia na Copa, gramado da Arena Amazônia se encontra em condições preocupantes. Foto: Divulgação
Às vésperas da estreia na Copa, gramado da Arena Amazônia se encontra em condições preocupantes. Foto: Divulgação

Não são só o calor e a umidade de Manaus que preocupam os ingleses às vésperas da estreia na Copa do Mundo. As atuais condições do gramado da Arena da Amazônia, palco da partida diante da Itália, no próximo sábado, às 19h (de Brasília), chocaram o jornal britânico The Guardian, que já alerta os comandados de Roy Hodgson para mais uma dificuldade a ser enfrentada no duelo.

De acordo com a publicação, a superfície de jogo do novo estádio manauara se encontra em “condições chocantes”. “Apenas três dias antes de Itália e Inglaterra se enfrentarem na Arena Amazônia, que custou R$ 645,95 milhões, o gramado parece seco e nu em lugares, com linhas amarelas que atravessam o campo”, descreve o diário, que ainda revela ter conversado com moradores de Manaus que garantiram que o campo ainda não está pronto para a estreia.

O The Guardian justifica as más condições do gramado pelo “uso excessivo de fertilizantes na nova superfície de jogo” e determina que, como “já há preocupações sobre a forma como os jogadores vão lidar com as condições de calor e umidade na floresta amazônica”, o campo da Arena da Amazônia “só vai aumentar as dificuldades do jogo”.

Além do estado do gramado, o jornal ainda critica a atual situação das dependências internas e dos entornos da Arena da Amazônia. “Ao redor dos vestiários, os cabos de alimentação podem ser vistos pendurados nas paredes. E, de acordo com relatórios, fora do estádio os trabalhadores ainda estão aplicando uma camada final de asfalto, enquanto várias portas de segurança podem ser vistas dentro de embalagens, ainda à espera da montagem”.

São com estas expectativas que a Inglaterra estreia na Copa do Mundo de 2014, às 19h (de Brasília) deste sábado, diante da Itália, na Arena da Amazônia. O jogo será válido pela primeira rodada do Grupo C – o único da história a contar com três seleções campeãs mundiais – e, por todas as polêmicas que o cerca, tornou-se um dos mais aguardados da fase de grupos do principal evento esportivo do planeta.

Compartilhar:
    Publicidade