Intimidade para quê?

Confesso, com um pouco de espanto, que jamais imaginei tamanha falta de intimidade no mundo moderno. Simplesmente, caminhamos para uma…

Confesso, com um pouco de espanto, que jamais imaginei tamanha falta de intimidade no mundo moderno. Simplesmente, caminhamos para uma sociedade onde segredos guardados entre quatro paredes deixarão de existir. Em pensar que tudo começou com um Big Brother e explodiu com as redes sociais. Agora, todos observam a tudo.

Na TV, ainda no século passado, os programas trouxeram aquilo que era uma novidade para os amantes do olho na fechadura. Assistir, ao vivo, o dia de várias pessoas confinadas virou mania no país. Era apenas um pequeno exemplo do que ainda estava por vir.

Com as redes sociais, o desabafo pessoal é tão comum quanto dar ou receber um simples bom dia. Há mulheres insatisfeitas que escrevem sobre a vida pessoal como se seu próprio universo merecesse ser compartilhado com todos os seus amigos, no que se costumou chamar de timeline.

Alguns casais, em crise, costumeiramente trocam farpas e indiretas online. Palavras que, às vezes, acabam atingindo mais os desavisados do que o seu objetivo inicial. Isso para não falar nas fotos pessoais, declarações amorosas, informações que somente os mais próximos saberiam, sendo divulgadas para o mundo.

Mas, eis que, quando todos imaginavam ter chegado ao topo do voyeurismo, a humanidade encontra mais uma forma de inovar. Está na Folha de São Paulo: “‘Selfie’ pós-sexo é a nova forma de autoexposição”. Exatamente, caro leitor. Agora, casais pelo mundo publicam suas fotos sorridentes após as horas de, digamos, amor.

Ora, se o mundo moderno não respeita mais nem mesmo o silêncio dos lençóis, é porque, realmente, o beijo na boca virou coisa do passado, como dizia uma antiga música com um tanto de mau gosto.

Diante de tanto avanço, o que nos resta mais imaginar quanto ao futuro? Qual será a próxima quebra de limites? Até onde vai a coragem do homem diante de uma timidez em extinção? Por enquanto, são respostas que só o tempo e a evolução das redes sociais responderá. Afinal, intimidade para quê?

APOSENTADO I

O deputado federal Paulo Wagner solicitou desde o dia 8 de agosto do ano passado sua aposentadoria por invalidez na Câmara dos Deputados. O processo está parado no setor de perícia médica da Casa. Nesse período, o parlamentar, ainda em seu primeiro mandato e sem grande atuação a destacar, apelou para a interferência do presidente da Câmara, Henrique Alves, que foi contra a autorização do benefício.

APOSENTADO II

Mesmo assim, o deputado do PV continua atrás do que considera seu direito. Recentemente, o parlamentar fez chegar ao ministro da Previdência, Garibaldi Filho, um laudo com a opinião dos médicos da Casa sobre sua saúde, confirmando os problemas. O objetivo é conseguir a liberação do órgão para seu pedido junto a Câmara.

APOSENTADO III

Eleito com menos de 50 mil votos, e sempre apontado como campeão de gastos de verba indenizatória entre os integrantes da bancada federal potiguar, Paulo Wagner chegou à Câmara após fazer sucesso na televisão como apresentador de programas policiais. Após o pífio desempenho no mandato, a expectativa era bastante negativa para ele em 2014. Talvez, seja melhor se aposentar mesmo.

APOSENTADO IV

Caso consiga a aposentadoria por invalidez, Paulo Wagner terá direito ao salário de deputado federal (R$ 27 mil), de forma integral, para sempre. Além disso, terá, claro, que se afastar de vez da política, já que não poderá mais trabalhar. Também ficará com direito a atendimento médico na Câmara sempre que preciso, assim como todos os demais deputados.

MODERNIDADE

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), através do Hemocentro Dalton Cunha (Hemonorte), em parceria com a Empresa Hemoliga, lança nesta quarta-feira, dia 16 de abril, às 9h, o aplicativo Hemoliga, destinado a tablets e smartphones e que promete integrar pessoas e instituições em prol da doação de sangue. A solenidade será realizada na sede do Hemonorte, na Av. Alexandrino de Alencar, e contará com a presença da Governadora do Estado Rosalba Ciarlini.

CEI DEFINIDA

O presidente da Câmara, Albert Dickson, em reunião com os demais líderes da Casa, decidiu ampliar para cinco o número de integrantes da CEI da bilhetagem. Agora, o grupo será composto pelos vereadores Franklin Capistrano, Aroldo Alves, George Câmara, Hugo Manso e Marcos do Psol.

POLÊMICA

Por falar na CEI, este foi o tema principal da entrevista concedida por José Pedro dos Santos, presidente do Sitoparn, a este colunista, no programa Pensando Bem da TV Câmara. O sindicalista criticou duramente a secretária Elequicina dos Santos, da Semob, disse que haviam interesses para adiar a implantação do sistema em Natal e duvidou que o Seturn aceite o projeto no prazo estipulado pela Prefeitura, agora previsto para julho.

CRISE

Pedrinho do Sitoparn, como é mais conhecido, ainda questionou a postura dos empresários, ao afirmar que não há como ter prejuízo nas linhas do transporte público natalense, e disse ser favorável à permanência da passagem em R$ 2,00. Em tempo: a expectativa é que, junto com a bilhetagem, o valor também aumente este ano. É aguardar.

GIRA MUNDO

Durou pouco mais de uma hora o último lote de ingressos para jogos da Copa do Mundo de 2014 em São Paulo e no Rio de Janeiro. Por volta das 8h30 desta terça-feira, a página da Fifa para venda de bilhetes já apontava que todas as partidas programadas para as duas maiores cidades do país tinham seus ingressos regulares esgotados. A última fase da venda de ingressos da Copa do Mundo começou às 7h desta terça-feira

 

Compartilhar:
    Publicidade