Ipem faz fiscalização de brinquedos infantis e luminárias natalinas

Operação Papai Noel está sendo realizada no comércio de Natal e Mossoró

Objetivo da ação é verificar se produtos comercializados estão dentro das normas. Foto: José Aldenir
Objetivo da ação é verificar se produtos comercializados estão dentro das normas. Foto: José Aldenir

Até o final da próxima sexta-feira (13), os fiscais do Instituto de Pesos e Medidas do Rio Grande do Norte (Ipem/RN) realizam no comércio de Natal e Mossoró a ‘Operação Papai Noel’, voltada para a fiscalização de brinquedos, bicicletas infantis e luminárias natalinas, mais conhecidas como pisca-pisca.

O principal foco da ação é constatar a presença nos produtos da chamada certificação compulsória, que é o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). O selo atesta que a fabricação está dentro das normas do órgão.

Na manhã desta quarta-feira (11), a equipe de fiscalização esteve presente numa loja no bairro do Alecrim e constatou irregularidades em brinquedos importados. As mercadorias apreendidas são originárias da China e não possuíam o selo de qualidade do Inmetro. De acordo com Antônio Damásio, agente fiscalizador de qualidade do Ipem-RN, a grande maioria dos produtos nacionais, cerca de 90%, está dentro do padrão. “As irregularidades são mais encontradas nos produtos estrangeiros, mas cabe à empresa importadora procurar se submeter à certificação do Inmetro”, disse.

Damásio também ressalta que a população potiguar está cada vez mais consciente em observar a segurança dos produtos na hora da compra. “A maior parte procura o selo do Inmetro. Antes era maior o número de produtos irregulares, mas hoje em dia encontramos uma quantidade bem menor”, afirmou.

No caso de brinquedos e bicicletas infantis, a principal observação dos fiscais é quanto à certificação do Inmetro. No caso das luminárias natalinas, além do selo, são observados itens como se o plug está dentro do padrão, se não possui material ferroso, qual a potência máxima do conjunto (watts) e a tensão (voltagem).

Osvaldo Pinheiro, proprietário da loja fiscalizada, explicou que sempre se preocupou com a escolha dos seus fornecedores. “Infelizmente não temos como ter um controle maior sobre os produtos importados, pois tem que controlar quando se entra no país. No ano passado tivemos algumas poucas luminárias natalinas que não estavam dentro do padrão, mas este ano estão todas dentro das normas. É importante esta ação para nos adequarmos”.

A vendedora Sulaneide Araújo ressalta que a direção da empresa alerta para que todos os colaboradores orientem os consumidores na hora da compra. “O nosso cliente já chega perguntando detalhes. A segurança dos produtos é muito importante e visamos o bem estar do consumidor. E é claro que queremos que eles saiam satisfeitos, para retornarem”.

A revendedora Lúcia Teixeira, cliente da loja, destacou a importância da fiscalização. “Acho importante porque o consumidor vai ter a certeza de estar levando produtos de qualidade. Toda vez que vou comprar produtos, checo os detalhes, vejo se é seguro, e como sou revendedora minha atenção é redobrada”, explicou.

As empresas que são autuadas pela fiscalização do Ipem/RN têm até dias para apresentar a nota fiscal da mercadoria apreendida e fazer a defesa junto ao departamento jurídico do órgão, que punirá o infrator com advertência ou multa.

Os consumidores que tiverem dúvidas ou quiserem realizar denúncias podem procurar a sede do órgão, localizada na rua Olinto Meira, 1036, Barro Vermelho ou ligar para o 0800-281-4054.

Compartilhar: