Iranianos pedem desculpas a Fernanda Lima por ofensas em redes sociais

Iranianos estão usando as redes sociais para pedir desculpas à modelo Fernanda Lima — que apresentou o sorteio dos grupos…

Modelo e atleta foram ofendidos pelos iranianos. Foto:Divulgação
Modelo se deparou com inúmeros comentários ofensivos no seu facebook.. Foto:Divulgação

Iranianos estão usando as redes sociais para pedir desculpas à modelo Fernanda Lima — que apresentou o sorteio dos grupos da Copa do Mundo, na sexta-feira –, depois que alguns de seus compatriotas publicaram mensagens ofendendo a brasileira pela forma como se vestiu durante o evento.

Os internautas deixaram os comentários ofensivos na página de Facebook de Fernanda depois que sua roupa causou polêmica em revistas e sites esportivos do Irã, onde vigora um estrito código de vestimenta que obriga todas as mulheres a usarem o véu islâmico.

Depois de se classificarem para a Copa, os iranianos esperavam ansiosamente o sorteio dos grupos do Mundial, mas o canal de TV estatal do Irã cortou diversas partes do evento.

Quando espectadores reclamaram dos cortes e atrasos, um apresentador do canal justificou a edição dizendo que “faremos o possível para mostrar o sorteio, mas, para ser honesto, o vestido da mulher que apresenta o evento não está nem um pouco de acordo com nossas diretrizes”.

Desde então, internautas postaram mensagens ofensivas na página de Facebook da apresentadora. Boa parte delas criticava o vestido usado por Fernanda Lima na apresentação e pedia que ela “usasse mais roupas”.

Um dos comentários, em inglês, dizia: “Sua ignorância em relação à natureza multicultural da Copa do Mundo da Fifa foi impressionante, é uma pena que você não entenda o quão importante era este evento para tantas pessoas”.

No Twitter, uma caricatura compartilhada por centenas de usuários do Irã mostra um hijab, tipo de véu islâmico, sendo oferecido à brasileira durante a apresentação.

“Palavras rudes”

No entanto, outros internautas iranianos decidiram pedir desculpas à apresentadora pelos ataques de seus compatriotas.

“Eu conheço muitos brasileiros e respeito muito a cultura e o povo brasileiro. Fiquei triste ao saber que alguns iranianos fizeram comentários muito infelizes (na sua página)”, escreveu Bavardi Edie, uma iraniana, na página de Fernanda Lima no Facebook.

“Em meu nome e do povo iraniano, gostaria de pedir desculpas a você, à sua família, ao belo povo do Brasil e às mulheres de espírito livre de todo o mundo, por um comportamento tão ruim.”

Alguns usaram tradutores on-line para escrever mensagens em português, inglês ou espanhol.

“Olá querida Fernanda. Sou um homem iraniano. Sinto muito pelas palavras rudes que alguns iranianos disseram a você. Eles não representam os iranianos, são só uma minoria que representa o governo islâmico do Irã. Desculpe”, disse Hadi Hakim.

Uma iraniana, Banafshe Sharifian, disse ser também muçulmana e afirmou que os que escreveram ofensas não entendem o que é ser um “bom muçulmano”.

“Você tem o direito de usar o que quiser e os iranianos que escrevem estes comentários deveriam entender que não é sua culpa que o programa não foi exibido na TV iraniana. É culpa do governo que tenta incessantemente limitar a liberdade no país.”

Messi

Também durante o fim de semana, um grupo criou a página “Iranianos pedem desculpas a Fernanda Lima e Leo Messi” no Facebook. A página ganhou 18 mil seguidores em 48 horas e continua crescendo.

Os ataques ao jogador argentino Lionel Messi também começaram logo após o sorteio, quando usuários iranianos do Twitter começaram a reproduzir um comentário feito em um falso perfil do craque, que desdenhava da seleção do Irã.

“Vamos ter que jogar contra o Irã! Quem é esse tal Hashem Beikzadeh [meia da seleção iraniana]?”, dizia o tweet falso.

A seleção iraniana está no Grupo F da primeira fase da Copa do Mundo, do qual a Argentina é cabeça de chave.

O nome Messi significa “feito de cobre”, em farsi, e o trocadilho foi usado de maneira depreciativa em diversos comentários. Um deles dizia: “você é apenas de cobre, mas mesmo se fosse ouro não teria nenhuma chance contra nós”.

Fonte:FSP

Compartilhar: