Irritado com prisão do filho, policial civil chama militar de “macaco” em delegacia

Confusão aconteceu em Belo Horizonte

Prédio onde ocorreu a confusão entre agentes das duas corporações. Foto:Divulgação
Prédio onde ocorreu a confusão entre agentes das duas corporações. Foto:Divulgação

Uma confusão envolvendo um policial civil tomou conta da Ceflan (Central de Flagrantes) na noite do último sábado (22), no bairro Floresta, região leste de Belo Horizonte. De acordo com informações da Polícia Militar, o homem xingou militares do 22º Batalhão que estavam no local de vários termos de baixo calão. Por fim, ainda chamou um dos agentes de “macaco”.

Ainda de acordo com o registrado no boletim de ocorrência, o policial civil não atua na delegacia, mas estava no local porque o filho dele havia sido preso por desacato. Irritado com o fato, ele passou a ofender os militares. Diante dos fatos, a PM deu voz de prisão para o homem, que alegou que “ninguém colocaria a mão nele”. Ao tentar descer uma escada, no entanto, ele acabou caindo e foi algemado pelos policiais.

No entanto, o policial civil resistiu à prisão, se debateu e deu vários chutes contra a guarnição. Outros agentes da Polícia Civil que estavam no local, então, o acolheram. De acordo com a PM, o homem foi colocado em uma viatura de sua corporação e levado para destino ignorado. Os militares alegam ainda que a PC não passou dados sobre o agente, que foi identificado posteriormente.

A assessoria de imprensa da PC informou que o foi lavrado um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) sobre o fato. Ainda de acordo com a corporação, o agente alegou que foi agredido pelos policiais militares até se identificar como policial civil. Ele estava ferido após o confusão e foi levado para a UPA centro-sul, onde foi medicado. As denúncias serão apuradas pelas duas corporações.

Fonte:R7

Compartilhar: