João Maia: “Henrique está decidido e chapa com Wilma será anunciada”

Presidente do PR no Estado garante que chapa com Henrique governdor e Wilma senadora já está definida

76u76u67u672222

Alex Viana

Repórter de Política

O deputado federal João Maia, presidente estadual do Partido da República no Rio Grande do Norte, confirmou na manhã desta segunda-feira, durante entrevista ao Jornal da Cidade, da FM 94, que o presidente da Câmara dos Deputados, deputado federal Henrique Eduardo Alves, presidente do diretório do PMDB no Estado, “está decidido” a ser candidato a governador nas eleições deste ano. “Henrique está decidido a ser candidato e ser governador. Está decidido e está com a cabeça ótima em relação a isso”, afirmou o parlamentar, que é cotado para concorrer ao lado de Henrique na condição de vice-governador.

João Maia é o primeiro aliado de Henrique a confirmar a candidatura do peemedebista a governador do Rio Grande do Norte. O republicano também confirmou a aliança do PMDB com o seu partido, o PR, que indicará o próprio João Maia como companheiro de chapa de Henrique. A chapa completar terá, por fim, a vice-prefeita de Natal e presidente estadual do PSB, ex-governadora Wilma de Faria, como candidata ao Senado.

“Nós estamos definindo pré-candidaturas. Porque candidaturas só nas convenções, em junho. Mas esse entendimento está muito avançado. Diria que está praticamente definido”, afirmou o parlamentar, ao ser instado a falar sobre a chapa.

O presidente do PR também confirma a próxima sexta-feira, dia 28, como data do anúncio da aliança entre PMDB, PSB, PR, PROS, e outras legendas, com o lançamento da chapa Henrique, Wilma e João. “Não tive nenhuma informação que não seja sexta-feira que vem. Portanto, nós, do PR, estamos trabalhando com a essa data”, declarou.

Instado a falar se haveria dúvida quanto à participação de Wilma na chapa, o republicano afirmou que não, destacando que as dúvidas surgem na imprensa. “Eu nunca escutei isso dela. Já escutei sim, que Wilma será candidata e com muita convicção de que vai ganhar. E que vai ajudar muito ao RN no Senado. E Wilma possui todas as condições. Foi prefeita de Natal, foi deputada federal constituinte, foi governadora eleita duas vezes do Estado. Portanto, tem serviços prestados, tem qualificação estadual e nacional para ajudar o RN”, observou.

João Maia disse que aceitou a condição de vice por entender que ele e os demais aliados sabem o que querem para o RN e necessitavam de gente qualificada para executar. “Nós amadurecemos e crescemos e temos consciência que a hora é essa. E não é que nada foi feito, muitas coisas foram feitas agora precisa fazer com velocidade maior para compensar atrasos maiores em comparação aos demais estados”.

“Posso abrir mão da vice, mas dizem que sou essencial”

,O deputado federal João Maia disse ainda que, para somar com o grupo, poderá abrir mão de disputar o mandato de vice-governador, mas considera que isso seja improvável, tendo em vista as declarações dos aliados. Notícias dão conta de que Maia poderia abrir mão da vice para que o PDT de Carlos Eduardo indique. “Eu posso abrir mão para somar. Estou para ser solução, não problema. Meu projeto para ser vice é dentro de um projeto. Se for necessário, não seria empecilho. Mas tenho ouvido dos companheiros da aliança que meu nome é essencial. Até agora ninguém colocou essa necessidade e não acredito que venha existir”.

Sobre o PDT de Carlos Eduardo, João Maia afirmou que quem fala é o próprio prefeito. “Pelo PDT fala o prefeito Carlos Eduardo. O prefeito e o PDT são importantes na política do RN. Mas Carlos perguntou a Henrique se a chapa era esta, Henrique respondeu que sim e com aperto de mão. Acho que o importante é saber qual a função do PDT neste projeto”, declarou o presidente do PR, afirmando que o apoio de Carlos e do PDT à chapa está definido, “tenho convicção que sim”, mas resta saber a função do partido neste projeto.

Neste domingo, a chapa de Henrique governador, Wilma senadora, teria sido selada junto ao PDT, com o último nome que restava ainda no partido a dar o aval: o pai do prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, o deputado estadual Agnelo Alves. Agnelo recebeu Wilma e o ministro da Previdência, Garibaldi Filho, em seu apartamento.

O presidente da Câmara, Henrique Alves, também esteve, mais cedo, na residência do tio, onde teriam acertado os detalhes do anúncio da chapa para a próxima sexta-feira. “Cheguei ontem à noite e até liguei para a senadora Wilma, como ela diz, e até iria conversar com ela hoje, e ela estava na união com Henrique, Garibaldi, junto com o deputado Agnelo Alves”, completou João Maia.

“Nós não temos política de vetos ao DEM e ao PSDB”

O deputado federal João Maia afirmou que a chapa Henrique, Wilma e João não faz vetos. Neste sentido, o grupo poderá contar com o DEM do senador José Agripino Maia e o PSDB do suplente de deputado federal Rogério Marinho, desde que o DEM, por exemplo, apoie o palanque formado.

“É uma discussão que precisamos ter porque nós não temos uma política de veto. Se achássemos que o governo Rosalba seria bom nós iríamos apoiar o governo Rosalba Ciarlini. Nós achamos que não tem condições de fazer o que o RN e seu povo precisam. Mas nós não temos uma política de veto. Nós não estamos vetando Rogério Marinho, porque é o PSDB, nem o senador Agripino porque é do DEM”, afirmou.

No entanto, para João Maia, Rosalba precisa definir qual a posição dela em relação às eleições deste ano. Ele observou que o presidente do DEM, senador José Agripino, participa das discussões com o grupo de políticos formado por Henrique, João Maia, o ministro da Previdência Garibaldi Filho, o presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Motta. Assim, a presença de Agripino no palanque como aliado não é descartada.

Entretanto, apoiar a candidatura de Rosalba à reeleição está totalmente fora de cogitação. “Qual a função de cada um na construção desse projeto do RN? A governadora Rosalba tem dito o tempo todo que é candidata à reeleição. Direito dela, mas um problema dela e do DEM. Não diz respeito a esses partidos que estão fazendo aliança”, disse Maia.

Compartilhar:
    Publicidade