Jogador afirma que foi obrigado a se prostituir para jogar na Tailândia

Nikwei Issac revelou que foi enganado ao chegar no país asiático

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Um jogador ganês fez um denúncia chocante sobre o futebol da Tailândia. Nikwei Issac contou que quando foi se apresentar ao FC Ayutthata Tailândia, um agente lhe disse que precisava se prostituir.

“Aqui você precisa de sexo para ter um visto. Eu aconselho todos os jovens a pensar bem antes de aceitar uma transferência para a Ásia. Um agente me convenceu a ir para a Tailândia com um contrato me prometendo um sonho, mas na chegada, percebi que era tudo mentira.”

Os jogadores de Gana sofrem com a péssima organização do futebol no país. Um campeonato nacional fraquíssimo e grande dificuldade para a profissionalização.

Por outro lado, outro atleta ganês contradisse Issac. Stpehan Offei foi duro e afirmou que o jogador disse isso por não conseguir sucesso no país. Offei atuou na Tailândia e confirmou que nunca recebeu qualquer proposta indecente.

Offei ainda declarou que tentou procurar Nikwei Issac para falar sobre o caso, mas o atleta teria se negado.

“Nikwei talvez deu essa entrevista pois esteja frustrado consigo mesmo, porque ele não está jogando e também foi mal pago. Eu tentei entrar em contato com ele depois de ouvir a história, mas ele se negou a falar.”

Esse não é o primeiro problema envolvendo o futebol de Gana. Durante a disputa da Copa do Mundo, o governo do país enviou um jatinho com mais de 3 milhões de dólares em dinheiro vivo para cumprir a exigência dos jogadores da seleção nacional.

Outro problema envolveu os craques Muntari e Boateng. Os jogadores ganeses foram suspensos por tempo indeterminado da seleção por motivos disciplinares e, por conta disso, foram expulsos da Copa do Mundo.

Fonte: R7

 

 

Compartilhar:
    Publicidade