Atuando em SP, ex-botafoguense Alexandre diz: ‘Treinava bêbado e cheirado’

Atacante, que está no Penapolense, atuou pelo Glorioso em 2008

Alexandro comemora gol pelo Resende. Foto:Divulgação
Alexandro comemora gol pelo Resende. Foto:Divulgação

O atacante Alexandro Créu, que atualmente jogo no Penapolense, de São Paulo, revelou ter vivido um drama pessoal. Autor de cinco gols no Campeonato Paulista, o jogador, que defendeu as cores do Botafogo, em 2008, contou que treinava sob o efeito de álcool e drogas. Além disso, afirmou ter feito dívida com traficantes, entre outros fatos polêmicos.

“Para uma pessoa humilde como eu era muito dinheiro na conta. Então aconteceu muita coisa: como eu bebia e cheirava muito, bati carro, fui parar em delegacia, fiz dívidas com traficantes, tive quatro filhos, cada um com uma mulher. Dei muita sorte em não morrer nessa época”, disse.

O centroavante também reforçou que sentia falta de uma base familiar na época. Órfão, Alexandro não soube lidar com o rápido sucesso e acabou se perdendo com o salto financeiro que obteve. No pior dos cenários, o atleta disse que faltava os treinamentos para ficar em favelas se drogando.

“Perdi meus pais muito cedo e não tive estrutura familiar. Então caí na conversa de falsos amigos. Me iludi com a fama e o dinheiro do futebol e me tornei alcoólatra e viciado em cocaína. Até 2012, faltei a muitos treinos porque estava em favelas do Rio usando drogas. Quando ia treinar, chegava bêbado ou cheirado”, contou.

Atualmente casado, o atacante afirma ter se recuperado de suas dependências e credita à sua esposa o feito.

Fonte:Yahoo
Compartilhar:
    Publicidade