Coordenador da campanha, Agripino sinaliza com aliança entre Aécio e Marina para 2º turno

Abatidos com o desempenho do tucano na pesquisa Datafolha, integrantes da campanha defendem que ele direcione a artilharia contra Marina Silva

Aécio Neves, candidato à presidência pelo PSDB durante encontro com Agripino Maia, presidente do DEM, em Brasília. Foto: Divulgação
Aécio Neves, candidato à presidência pelo PSDB durante encontro com Agripino Maia, presidente do DEM, em Brasília. Foto: Divulgação

Coordenador da campanha de Aécio Neves (PSDB) à Presidência, o senador José Agripino Maia (DEM-RN) sinalizou nesta segunda-feira uma possível aliança com Marina Silva (PSB) caso seu candidato não avance para o segundo turno. Após a divulgação dos números da pesquisa Datafolha, na sexta-feira, que mostraram uma arrancada de Marina, integrantes da campanha tucana não escondem o abatimento – e aguardam o resultado do Ibope, que está nas ruas desde o final de semana, e deve ser anunciado nos próximos dias.

“O sentimento que nos move – PSDB, DEM e Solidariedade – é garantir a ida de Aécio para o segundo turno. Se não for possível, avalizar a transição para o segundo turno. Ou seja, com uma aliança com Marina Silva, por exemplo. É tudo contra um mal maior que é o PT”, disse Agripino à Agência Estado.

Desde a semana passada, integrantes da campanha, como Agripino e o ex-vice-governador Alberto Goldman, defendem que Aécio mude os rumos da campanha e mire a artilharia em Marina. A mudança deverá ser colocada em prática na tarde desta segunda-feira durante o debate entre os presidenciáveis promovido pelo jornal Folha de S. Paulo e o SBT.

Fonte: Veja

Compartilhar: