José Aldo enxerga Renan Barão ‘mais focado’ para revanche

Único brasileiro campeão do UFC diz que seu amigo não se preparou bem para última luta, quando perdeu para TJ Dillashaw. No sábado, eles se reencontram

Com a derrota de Renan Barão no UFC 173, Brasil ficou com apenas um cinturão, de Aldo. Foto: Divulgação
Com a derrota de Renan Barão no UFC 173, Brasil ficou com apenas um cinturão, de Aldo. Foto: Divulgação

O brasileiro Renan Barão terá a chance de reconquistar o cinturão dos peso-galo na revanche contra o americano TJ Dillashaw, neste sábado, no UFC 177, em Sacramento, nos Estados Unidos. Três meses depois de ter sido superado com relativa facilidade e perder o título para Dillashaw, o lutador potiguar reforçou sua rotina de treinamentos e está mais preparado para este encontro. Quem garante é o amigo José Aldo, único brasileiro campeão do UFC na atualidade e colega de Barão na equipe Nova União. “Espero que o Barão vença. Eu o vejo muito mais focado, treinado para aquilo que o TJ pode armar”, revelou o campeão dos peso-pena na quarta-feira, em São Paulo.

De acordo com Aldo, que participou de um evento promocional do UFC 179 com o rival Chad Mendes, o compatriota não se preparou da maneira adequada para a última luta contra Dillashaw. “Quando o Barão foi campeão e depois venceu a primeira defesa de cinturão, muita gente elevou sua moral e ele pode ter entrado numa zona de conforto, achando que ninguém seria capaz de vencê-lo. Logo na luta seguinte, ele foi surpreendido. Isso serve de exemplo para mim, de que eu devo manter sempre os pés no chão.” Aldo acredita que uma vitória de Barão pode iniciar uma recuperação do MMA brasileiro, que perdeu outros dois cinturões nos últimos anos, com Anderson Silva e Júnior Cigano. “O MMA brasileiro está passando por um troca de gerações. Temos menos campeões, mas acho que quando os garotos tiverem mais experiência, vamos voltar ao topo”, aposta ele.

UFC 177, em Sacramento (EUA)

Card principal:
TJ Dillashaw x Renan Barão (peso-galo)
Danny Castillo x Tony Ferguson (peso-leve)
Bethe Correia x Shayna Baszler (peso-galo)
Ramsey Nijem x Carlos Diego Ferreira (peso-leve)
Yancy Medeiros x Damon Jackson (peso-leve)

Card preliminar:
Lorenz Larkin x Derek Brunson (peso-médio)
Scott Jorgensen x Henry Cejudo (peso-mosca)
Ruan Potts x Anthony Hamilton (peso-pesado)
Anthony Birchak x Joe Soto (peso-galo)
Cain Carrizosa x Chris Wade (peso-leve)

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade