José Bezerra (Ximbica): “PT disseminou a corrupção em todo o Brasil”

Para ele, como o governo Dilma tem maioria no Congresso, dificilmente algo de concreto vai acontecer em termos investigativos

87O87O97O68O67O

Alex Viana

Repórter de Política

O ex-senador José Bezerra Júnior (DEM) afirma que o PT, através dos governos Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, “disseminou a corrupção no País”, disse, em entrevista ao Jornal de Hoje. Segundo o democrata, a roubalheira identificada na maior empresa do Brasil, a Petrobras, serve para ilustrar o ‘modus operandi’ petista.

“Isso é o governo do PT. Sempre foi assim, não é nenhuma novidade. Em todos os escalões o PT disseminou a corrupção no país, está desenfreada. Acho que a solução é até difícil de acontecer. Porque está incontrolável”, afirmou.

A Petrobras está sendo apontada por setores da oposição de ter sido usada para aparelhamento estatal de petistas e tecnocratas comprometidos com a manutenção do PT no poder. A empresa também é alvo de acusação de superfaturamento de contratos com vistas à geração de caixa de campanha eleitoral para políticos. Segundo a avaliação de José Bezerra Júnior, tudo isso, porém, é apenas uma pequena parte do que ocorre no restante do País, no que toca aos cargos públicos ocupados pelo PT, tanto em ministérios como na direção de estatais.

“Não pode ser o fio da meada, porque, se tivesse, o novelo é maior que esse que está aparecendo. É apenas um dos fios. A corrupção, lamentavelmente, está incrustada na máquina pública nacional”, afirmou.

DESESPERANÇA

Ximbica, como é mais conhecido o ex-senador, disse que a corrupção é tamanha, que chega a contaminar a esperança do povo brasileiro. “Essa descrença do brasileiro com o Brasil, a queda da autoestima do brasileiro, vem daí, da corrupção. O Datafolha mostrou queda na autoestima do brasileiro em todos os segmentos pesquisados. Inflação é lá em cima, perspectiva de melhora na economia também caiu. Caiu tudo. Um negócio que a gente vem falando há 12 anos”, disse.

Para Ximbica, a corrupção e a impunidade atingem e beneficiam ricos, políticos, pobres. “É geral”, grita. Enquanto isso, aumenta-se a criminalidade, aumenta-se a insegurança. “Porque ninguém quer mais assumir a responsabilidade sobre coisa alguma”, afirmou.

CPI

Sobre a CPI da Petrobras, o ex-senador mostrou-se cético. Para ele, como o governo Dilma tem maioria no Congresso, dificilmente algo de concreto vai acontecer em termos investigativos. “A maioria do governo é muito grande, e, além de ser muito grande, existem muitos interesses contrariados aí. Atinge Collor, Sarney, deputado não sei quem, ministro de Estado não sei qual, chefe da Casa Civil. É denúncia para todo lado. Se está desse jeito, como vão apurar? Não sai do canto”, disse.

Sobre a presidente Dilma Rousseff, José Bezerra afirma que está mais perdida que cego em tiroteio. “Está perdida, desde o começo tudo que vai fazer tem que perguntar a Lula, e ela não é acostumada com a democracia. Queria instalar no Brasil a ditadura do proletariado, antigamente. A prova de como não é democrata é a maneira como trata os auxiliares, dedo em riste e aos gritos”.

A eventual candidatura de Lula a presidente, segundo Ximbica, seria a melhor coisa do mundo, vez que ajudaria a acabar com o chamado mito Lula. “Era bom que ele fosse candidato para acabar com esse mito de bosta. Era bom. Para ganhar ou perder. Eu queria que viesse ele (como candidato). Ele que fez esse desmantelo todo, saber se sabe consertar. Era o melhor candidato para todos nós”, acredita.

Para o democrata, se Lula for candidato e vencer, vai ter que provar que sabe fazer as coisas, consertando tudo que está errado e colocando a economia nos trilhos. “Não diz que é gênio? O deus-todo-podereso? Tudo aconteceu no Brasil depois que ele foi presidente? Então venha ser candidato, porque, ou continua o mito, ou acaba-se o mito”.

Pelo raciocínio dele, se for Dilma a candidata e ganhar, continua o mito Lula. Se ela perder, idem, continua o mito Lula. Porque, em ambos os casos, Lula não terá como demonstrar se é o cara ou não.

“Governo Rosalba tem desgaste, mas grandes méritos no Estado”

Sobre a candidatura de Rosalba Ciarlini, sua correligionária, à reeleição, José Bezerra está descrente. “Não sei se o partido vai dar. Eu sou fã do JH e, pelo que eu leio nele, Rosalba não será candidata”. Entretanto, ele acredita que o governo Rosalba tem méritos importantes.

“Eu acho que o governo tem os seus desgastes, mas tem grandes méritos. Por exemplo, você desconhece um caso de corrupção ou descarado assim por parte da governadora. Você desconhece. Você não queria imaginar um estado do tamanho do RN dependente e muito de verbas federais, de um partido de oposição, com pessoas do PT aqui travando todo o desenvolvimento do estado através do Patrimônio da União e do Ibama, ninguém enxerga isso”, defende.

Segundo Ximbica, Rosalba teve o mérito, ainda, de vencer as dificuldades, por exemplo, para a construção do estádio Arena das Dunas. “Você viu a dificuldade de Wilma e Iberê de organizar o arcabouço para a construção do estádio e as garantias. Rosalba fez a tempo. Organizou tudo a tempo e hora, e o estádio saiu, sem acidente, e foi o único do Brasil que ficou abaixo do orçamento original. O do PT em Brasília foi superfaturado em quase 200%. O Maracanã nem se fala. O do Corinthians em SP outro. Aí, um desses, como o do RN, fazer com 3% a menos do orçado, no mundo da corrupção atual? É uma glória”.

Outro destaque do governo Rosalba, segundo José Bezerra Júnior, foi a construção dos acessos do novo aeroporto. “O contrato da Caixa machucaram quase um ano. Faltava certidão, aval, Cadim, massacraram quase um ano. Mas os acessos estão saindo, o governo está fazendo. Bem ou mal, o acesso lado leste vai estar pronto”.

Compartilhar:
    Publicidade