Jovem de 19 anos confessa ter matado taxista com ajuda de adolescente

A dupla, que estava sob efeito de drogas, roubou dinheiro e o carro do homem de 55 anos

Suspeitos foram encontrados com a ajuda de denúncias anônimas. Foto: Divulgação
Suspeitos foram encontrados com a ajuda de denúncias anônimas. Foto: Divulgação

Uma jovem de 19 anos foi presa por matar um taxista a pancadas com ajuda de adolescente de 17 depois de assaltá-lo em Montes Claros, no norte de Minas Gerais. Fernanda Souza de Ávila e o rapaz confessaram o crime.

A vítima trabalhava como motorista em uma empresa rodoviária mas nas horas vagas fazia bicos como taxista. Ao sair do trabalho ele ligou para o dono do táxi e pediu o carro para fazer corridas. Os criminosos pegaram o taxista na porta de uma boate. A dupla, que estava sob efeito de drogas, roubou dinheiro, dois celulares e o carro de Henrique Eduardo Silva, de 55 anos. A mulher contou como foi a ação.

“Eu olhei para a cara dele e falei que não ia fazer nada se ele colaborasse. Ele [taxista] saiu do carro e rolou no chão com o adolescente. Ele [rapaz] mandou eu cortar a mão do homem e eu tirei a faca. O taxista ficou desacordado depois de levar vários chutes do menino. Depois ele ainda deu mais três chutes”.

Os suspeitos foram encontrados com a ajuda de denúncias anônimas. O menor também deu sua versão para a polícia.

“A Fernanda estava com ele no banco da frente e falou que a gente ia pro sítio do pai dela. Quando chegamos no local eu segurei ele, mas o taxista apavorou e ela deu pancadas nele. Saiu até sangue. Ele estava conversando comingo de boa. Eu dei chutes nele mas não usei faca hora nenhuma”.

O corpo de Silva foi encontrado por moradores da região com marcas de agressão principalmente na cabeça. Os laudos do Instituto Médico Legal apontaram que ele teve traumatismo craniano. A perícia ainda vai investigar se há ferimentos com faca que possam ter provocado a morte do homem.

Fonte: R7

Compartilhar:
    Publicidade