Jovem é suspeito de matar mãe e esconder corpo dentro de cisterna

Segundo a polícia, após cometer o crime, o rapaz foi curtir o Carnaval na região dos lagos

Segundo a polícia, Ronan Souza matou a mãe enforcada. Foto: Divulgação
Segundo a polícia, Ronan Souza matou a mãe enforcada. Foto: Divulgação

Ronan Patrício Tenório de Souza, de 19 anos, teve a prisão temporária decretada por ser o principal suspeito pelo assassinato da mãe, Márcia Valéria Tenório de Souza, de 53 anos, na zona norte do Rio. O corpo foi encontrado em avançado estágio de decomposição dentro da cisterna da casa onde a vítima e o filho moravam.

Segundo as investigações, o rapaz teve uma luta corporal com a mãe, que seria dependente química, e a enforcou. Em seguida, o jovem escondeu o corpo e foi aproveitar o Carnaval com a namorada na região dos lagos. Ao voltar ao Rio, Ronan Souza procurou uma delegacia para registrar o desaparecimento da vítima. Os policiais foram à casa dele e acharam o corpo.

O crime teria sido cometido em 26 de fevereiro. O delegado Alexandre Herdy, responsável pelas investigações, contou detalhes do caso à reportagem da Record.

“Ele disse que trabalhava o dia todo e que passava o resto do tempo com sua namorada, o que despertou ciúmes da mãe. Ao chegar em casa, ele foi surpreendido por ela, que estava agressiva. Na briga, ele a enforcou”.

Ronan Souza tem três irmãos, mas era o único que ainda morava com a mãe. Parentes disseram que o suspeito também é vítima, já que enfrentou uma infância sofrida ao lado da mãe, que costumava ser agressiva.

Fonte: R7

Compartilhar:
    Publicidade