Jovem passa mal em academia, Samu demora 51 minutos e vítima morre

Jovem de apenas 22 anos, teve um edema cerebral antes de praticar artes marciais

Atendimento da Samu não chegou em tempo de salvar o jovem. Foto:Divulgação
Atendimento da Samu não chegou em tempo de salvar o jovem. Foto:Divulgação

Um homem morreu, nesta quarta-feira, após a demora no atendimento do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

De acordo com a assessoria de imprensa do Hospital Paulistano, para onde a vítima foi encaminhada, Anderson Franco Batista, de 22 anos, teve morte cerebral constatada na manhã desta quarta-feira.

O caso aconteceu por volta das 20h da última segunda-feira, na Vila Formosa. Anderson se preparava para praticar uma aula de artes marciais quando sentiu uma forte dor de cabeça e desmaiou. O aluno foi encaminhado para os fundos da sala, para que pudesse se recuperar.

Neste momento, o Samu foi acionado e, devido à demora no atendimento, ele foi socorrido por um aluno da academia que é enfermeiro. Após uma hora do chamado, os socorristas chegaram ao local e encaminharam o homem para o Hospital Vila Alpina, onde ele permaneceu até o fim da noite de segunda-feira.

Em seguida ele foi transferido para o Hospital Paulistano, onde foi constatado que ele tinha um grave edema cerebral. De acordo com o primo da vítima, ele não apresentava nenhuma contraindicação em relação aos exercícios. E, por isso, foi liberado para realizar as atividades.

Fonte:UOL

Compartilhar:
    Publicidade