Jovens marcam rolezinhos em dois shoppings de Natal no fim de semana

PM orienta aos clientes que caso haja tumulto, as pessoas devem ficar calmas, evitar correr, não ficar no meio da multidão

Aqui em Natal foi realizado no início de janeiro um rolezinho no Midway Mall, que terminou em tumulto com a segurança do shopping. Foto: José Aldenir
Aqui em Natal foi realizado no início de janeiro um rolezinho no Midway Mall, que terminou em tumulto com a segurança do shopping. Foto: José Aldenir

Nova moda entre os adolescentes do país, o rolezinho está se espalhando pelos shoppings das cidades, trazendo muitas preocupações para os empresários e assustando os visitantes. Circula nas redes sociais que neste sábado (25) e domingo (26) estão marcados rolezinhos nos shoppings Midway Mall e Norte Shopping. Os comentários das mensagens sugerem uso de drogas, piquenique em estacionamento e tumulto nos corredores dos shoppings.

O rolezinho é um encontro de jovens marcado pelas redes sociais. Milhares deles combinam um dia para ir ao shopping curtir, tumultuar e tirar fotos. Os organizadores e participantes dos rolezinhos se dizem vítimas de preconceito e acusam os shoppings de praticar discriminação racial e social ao obterem liminares para impedir a entrada e circulação dos participantes do movimento.

Na rede social facebook existem várias páginas intituladas ‘rolezinhos’ e muitas com bastante seguidores. Algumas informam que fazem rolezinho do bem, que não fazem badernas. A página ‘Partiu, Rolezinho no Shopping’ foi criada no último dia 16 e já possui quase 14.500 curtidas.
Jovens afirmam que o movimento não tem cunho político e que o objetivo é somente conhecer pessoas, beijar, ouvir música e se divertir. Segundo especialistas, a tendência é que esse movimento, que começou nos shoppings, ganhe as ruas, graças à reação dos empresários do setor e da polícia.

Aqui em Natal foi realizado no início de janeiro um rolezinho no Midway Mall, que terminou em tumulto com a segurança do shopping. Em dezembro, um movimento parecido, ‘o Protesto dos Pinta’ também foi realizado no mesmo shopping e terminou com seis pessoas detidas e um policial ferido.

A preocupação dos empresários dos shoppings é com a bagunça que o aglomerado de jovens causa nos estabelecimentos e a insegurança que esses movimentos trazem para os lojistas e clientes, pois muitos vão realmente só se encontrar com os amigos, mas entre eles tem sempre alguns que querem fazer baderna.

O subcomandante do policiamento metropolitano, coronel Alarico Azevedo, informou que a Polícia Militar já está ciente do encontro marcado para este final de semana. “Recebemos um ofício da gerência de segurança do Midway Mall solicitando o apoio na parte externa do shopping, por estar programado um encontro com grande quantidade de pessoas. A PM estará na área externa do estabelecimento, fazendo a prevenção e o policiamento. Caso seja acionada para atender alguma ocorrência no interior do shopping, como ameaça, roubo, furto ou uso de drogas, a polícia atenderá normalmente”.

Coronel Alarico orienta aos clientes que caso haja tumulto, as pessoas devem ficar calmas, evitar correr, não ficar no meio da multidão, se posicionar nas laterais das lojas e procurar o segurança do shopping, pois eles estarão orientados a ajudá-los.

De acordo com a assessoria de comunicação do Midway, o shopping continuará com a mesma rotina, funcionando normalmente. A reportagem tentou contato com a assessoria do Norte Shopping para saber um posicionamento, mas até o fechamento desta edição não obteve retorno.

O presidente da Associação dos Lojistas do Midway, Francisco Derneval de Sá Júnior disse a população pode ficar tranqüila e ir normalmente ao shopping, pois o local estará funcionando como habitual. “Estamos tranquilos em relação a isso porque a administração do Midway está trabalhando de forma bem transparente, com segurança acompanhando todos os eventos que ocorrem no interior do shopping, como já aconteceu em outros encontros como este”.

Compartilhar: