Juiz nega arquivamento e Messi deve ser julgado por fraude

Juiz acredita que jogador poderia ter evitado a fraude

Astro argentino pode ser réu ao lado do pai. Foto: Divulgação
Astro argentino pode ser réu ao lado do pai. Foto: Divulgação

Um juiz da cidade de Gavá, na província de Barcelona, rejeitou o pedido da procuradoria de arquivar a acusação de fraude fiscal contra o meia-atacante Lionel Messi e ordenou o seguimento da causa, na qual o astro argentino fica às portas de ir a julgamento junto a seu pai, Jorge Messi, por três delitos contra a Fazenda espanhola.

Em um auto, o titular do juizado de instrução número 3 de Gavá mantém a acusação contra o jogador do Barça e dá dez dias à procuradoria e ao advogado do Estado para que solicitem a abertura de julgamento oral ou a suspensão da causa.

O juiz rejeita a pretensão da procuradoria de arquivar a causa contra Messi e mantê-la apenas contra seu pai por acreditar que existem indícios suficientes para considerar que o jogador “poderia ter tomado conhecimento e consentido a criação e a manutenção de uma estrutura societária fictícia, que tinha como única finalidade eludir o cumprimento das obrigações tributários derivadas da receita gerada pela exploração de seus direitos de imagem”.

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade