Justiça age rápido e condena bandidos que aterrorizavam o bairro de Petrópolis

Bandidos pegaram penas entre 9 e 11 anos no regime fechado

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Unidade especializada em apreciar processos que envolvem crime, a 6ª Vara Criminal de Natal, tem contribuído para acelerar julgamentos de acusados de participar de ações violentas na capital. Em poucas semanas, os processos estão sendo julgados, o que gera rápida resposta da Justiça à ação dos acusados pela prática de crimes contra o cidadão.

São vários os exemplos de julgamentos de processos céleres. O titular da 6ª Vara Criminal de Natal, juiz titular Guilherme Pinto, lembra que durante a última semana, aquele juízo realizou as audiências e os julgamentos dos processos que apuravam diversos assaltos ocorridos no bairro de Petrópolis nos últimos meses de abril e maio e que vinham assustando os moradores da região. No total foram condenados cinco acusados que assaltaram a mão armada oito vítimas diferentes, levando principalmente seus automóveis, além de outros objetos.

As ações penais que resultaram nas condenações foram apresentadas à Justiça nos dias 22 de maio e 11 de junho, respectivamente, tendo sido processadas e julgadas rapidamente, com realização de audiências nos dias 19 e 20 deste mês, onde foram ouvidas um total de 24 pessoas, com os debates entre acusação e defesa realizados oralmente e tendo as sentenças sido proferidas nas próprias audiências, perante os acusados.

Roubo de Automóveis

Os acusados Michael Mateus do Nascimento e Jariedson Bezerra de Moura foram responsabilizados, no processo nº 0118674-14.2014.8.20.0001, pelo roubo de diversos automóveis no bairro, sempre com utilização de arma de fogo para render as vítimas, fatos ocorridos no último mês de abril.

Haviam sido tomados de assalto um veículo Gol na avenida Campos Sales, um Celta próximo ao colégio Ateneu, além de um automóvel Corolla e outro Golf, ambos na avenida Rodrigues Alves. Todos os veículos foram recuperados e os assaltantes pegaram penas que variaram de nove anos e sete meses a 11 anos e seis meses de reclusão em regime fechado.

Já os acusados Fábio Rodrigo Silva de Araújo, Pedro Elias Lopes da Costa e Pedro Augusto Balduíno de Medeiros foram condenados no processo nº 0120844-56.2014.8.20.0001 por terem assaltado, também a mão armada, quatro vítimas diferentes no bairro de Petrópolis, sendo um assalto realizado próximo à Igreja Santa Terezinha e três nas redondezas do Estádio Juvenal Lamartine. As penas aplicadas aos dois acusados variaram de nove anos e quatro meses até 10 anos e quatro meses de reclusão, também em regime fechado.

Fonte: TJRN

Compartilhar: