Justiça condena hospital por cirurgia em olho errado de paciente que ficou cego

Justiça concluiu que houve erro de diagnóstico e valor da indenização é de R$ 15 mil

Hospital apresentou à Justiça um laudo apontando que o caso não se tratava de erro médico. Foto: Divulgação
Hospital apresentou à Justiça um laudo apontando que o caso não se tratava de erro médico. Foto: Divulgação

O TJDF (Tribunal de Justiça do Distrito Federal) condenou o Instituto de Saúde de Olhos de Brasília a pagar indenização a um paciente que teve o olho errado operado por um médico e ficou cego. O valor da indenização é de R$ 15 mil. A cirurgia foi realizada em 2006.

Segundo a Justiça, o paciente tinha baixa acuidade visual no olho esquerdo, mas ele teve o olho direito, que era saudável, operado, o que o levou à cegueira do olho operado um tempo após a cirurgia.

O hospital apresentou à Justiça um laudo apontando que o caso não se tratava de erro médico e sim de erro de diagnóstico, pois o idoso era portador de doença pré-existente no olho direito que fatalmente atingiria o olho esquerdo, independentemente da cirurgia.

Após o hospital entrar com recurso, a Justiça condenou o hospital por erro de diagnóstico. Segundo a sentença: “como se vê, houve erro de diagnóstico por parte dos médicos que compõem o corpo clínico do réu, o que impõe o dever de indenizar”.   

Fonte: R7

Compartilhar: