Justiça manda devolver Ferrari avaliada em R$ 1,5 milhão que foi apreendida de empresário

Júnior Mendonça é um dos principais alvos da Operação Ararath, que investiga crimes contra a administração pública e lavagem de dinheiro

kuykukuy

O juiz Jeferson Schneider, da 5ª Vara Federal de Cuiabá, determinou a devolução de uma Ferrari, modelo Itália 458, avaliada em R$ 1,5 milhão, que foi apreendida pela Polícia Federal, em janeiro passado, do empresário Gércio Marcelino Mendonça – conhecido como Júnior Mendonça.

A apreensão do veículo de luxo foi em cumprimento a um mandado de apreensão da Operação Ararath, expedido pela Justiça Federal de Mato Grosso e executado nesta sexta-feira (17) pela Polícia Federal de São Paulo.

A liberação do veículo foi concedida no último dia 10 de fevereiro. Júnior Mendonça é um dos principais alvos da Operação Ararath, que investiga crimes contra a administração pública e lavagem de dinheiro. O inquérito segue sob segredo de justiça.

Durante as ações da Ararath, a PF apreendeu quase um milhão em dinheiro, além de documentos e equipamentos de informática. A ação foi dividida em duas etapas por decisão do Tribunal Regional Federal (TRF-1ª Região, após a investigação apontar o suposto envolvimento do juiz federal Julier Sebastião da Silva no esquema.

Na primeira fase da operação foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão em Cuiabá, Várzea Grande e Nova Mutum. Segundo as investigações, nos últimos seis anos, as contas dos investigados movimentaram mais de R$ 500 milhões.

Os investigados são donos de empresas de factoring que exerciam atividades exclusivas de instituição financeira e não autorizadas pelo Banco Central, como a concessão de empréstimos com exigência de garantia.

 

 

Fonte: Olhar Jurídico

Compartilhar: