Khrystal cantará no Teatro Riachuelo no próximo dia 17; É bom garantir o lugar

Se o amigo leitor pensa em ir, aconselho comprar o ingresso o quanto antes, pois a expectativa dos fãs é grande

Conr6

Conrado Carlos

Editor de Cultura

No próximo dia 17, a cantora Khrystal fará o show que, originalmente, estava marcado para o dia 02 de maio – cancelado após o ligeiro incêndio que assustou frequentadores do shopping Midway Mall. Muita gente na expectativa para ver o show baseado no álbum autoral Dois Tempos, e com clássicos nacionais interpretados no reality show The Voice Brasil, da Rede Globo. A partir das 21h, na quinta-feira da semana que vem, o Teatro Riachuelo terá, então, uma espécie de retorno de uma das maiores artistas que o Rio Grande do Norte produziu. O que tem animado fãs e curiosos pelo trabalho da cabocla que encantou o Brasil.

Para a estudante de administração, Lúcia Maria do Nascimento, com ingressos adquiridos desde a apresentação cancelada, a expectativa é grande. Ela fala com orgulho em ver uma artista nativa, ainda de fácil acesso ao convívio dos apreciadores de sua música. “São estilos diferentes, eu sei, mas veja o caso de Roberta Sá. Ela é ótima. Mas não mora aqui. Vemos só uma vez perdida. Khrystal não. Ela canta em vários lugares, alguns simples, de graça, e tem o mesmo talento. Esse show, por ser num lugar maior, mais bonito, tem tudo para ser muito massa”.

Lúcia diz que perdeu as contas às vezes em que viu a cantora e compositora em ação – da Ribeira à disputa no programa televisivo. “Mesmo sendo eliminada antes da final, aquilo foi bom para ela”. O repertório inclui canções de Geraldo Azevedo, Alceu Valença e do potiguar Severino Ramos. Também estão previstas as participações da cantora Camila Masiso, que lançou disco recentemente (o bom “Patuá”), do flautista Ronaldo Freire. O comando dos metais será do craque trombonista Gilberto Cabral. A produção de Khrystal tem tratado o show como o mais importante realizado em solo potiguar. “Para quem fala tanto em valoriza o que é da terra, será um prato cheio”, diz Lúcia.

Se, para muitos, a aposta em ritmos regionais (conceito refutado por boa parte dos críticos) dificulta a entrada no mercado do Sul e Sudeste do país, para Lúcia acontece o oposto. Gênero como o xote e o baião, típicos do Nordeste e difundidos por alguns dos principais nomes do show business nacional (Gilberto Gil, Caetano Veloso, Ivete Sangalo, etc) agradam sobretudo para quem é daqui. “E quem disse que ela precisa fazer sucesso no eixo Rio-São Paulo? O Nordeste é muito grande, tem um mercado que pode recebê-la muito bem. No que depender de nós natalenses, o caminho é sem volta. Khrystal já é uma realidade, uma artista de altíssimo nível, que nós devemos valorizar como ela merece”, conclui uma efusiva Lúcia.

 

Compartilhar:
    Publicidade