Lançamento de CD e concerto dá sequência à semana de homenagens

Cláudio Galvão ressalta o valor das festividades para o resgate da memória de um artista desconhecido para a grande maioria da população do RN

Fachada do Royal Cinema na rua Ulisses Caldas com Vigário Bartolomeu, próximo a prefeitura de Natal; a pedido do proprietário, Tonheca compôs valsa para ser executada nos intervalos das películas. Foto: Divulgação
Fachada do Royal Cinema na rua Ulisses Caldas com Vigário Bartolomeu, próximo a prefeitura de Natal; a pedido do proprietário, Tonheca compôs valsa para ser executada nos intervalos das películas. Foto: Divulgação

Conrado Carlos
Editor de Cultura

A semana de homenagens ao músico potiguar Tonheca Dantas terá sequência amanhã (13), com o lançamento do CD Tonheca Dantas – O Andarilho das Eternas Melodias, na Escola Doméstica, às 18h30. Na ocasião, a Filarmônica 11 de Dezembro, da cidade de Carnaúba dos Dantas (RN), sob regência do maestro Márcio Dantas de Medeiros, executará números do Maestro dos Sertões, cuja valsa Royal Cinema completou 100 anos neste mês (composta a pedido do dono do cinema de mesmo nome). O evento é promovido pelo Centro Universitário do Rio Grande do Norte (UNI-RN), instituição educacional que também custeia o projeto Compositores Potiguares. A entrada é gratuita.

Como biógrafo de Tonheca e um dos envolvidos na organização do evento da sexta-feira, o escritor Cláudio Galvão ressalta o valor das festividades para o resgate da memória de um artista desconhecido para a grande maioria da população do Estado. “A genialidade nata, o dom que ele tinha para se empenhar nesse determinado tipo de trabalho [compor músicas eruditas em pleno Sertão, no começo do século passado] é impressionante. Tonheca teve uma instrução musical básica, dada pelos irmãos mais velhos e nunca fez um curso formal. Era um autodidata”, diz o autor.

Claúdio calcula em uma década o tempo gasto para concluir seu livro A Desfolhar Saudades: uma Biografia de Tonheca Dantas, lançado em 1998. À época, empolgado com a história do filho de Carnaúba dos Dantas, ele procurou prefeituras para vender o livro e proferir palestras em escolas para explicar quem é o homem que compôs uma valsa difundida pela BBC de Londres e a Rádio Berlim durante a Segunda Guerra Mundial. “Na Berlim, por exemplo, tinha um programa de dez minutos em português, em que eles tocavam música brasileira. Existem testemunhas que afirmam que ouviram Royal Cinema, executada por algum instrumentista no estúdio. São pessoas sem nenhum interesse na divulgação desse tipo de informação”.

No contato com prefeitos, surgiu a decepção. “Eu procurei a prefeitura de Acari, que é vizinha a Carnaúbas, terra de Tonheca. Ofereci o livro para ser distribuídos nas escolas, onde eu ia fazer palestras sobre o tema. Ficaram de dar resposta, que não veio até hoje [isso foi no final dos anos 1990]“.

Como nem tudo desmancha no ar no RN, alguns entes públicos mudaram a postura quanto ao incentivo à cultura. “Hoje tanto Acari, como Carnaúba dos Dantas aderiram ao projeto”. Com dez livros sobre musica potiguar no currículo, Cláudio Galvão avisa que o CD Tonheca Dantas – O Andarilho das Eternas Melodias, uma compilação de valsas, dobrados, polcas e maxixe, custará R$20,00 para o público comum.

A capa é ilustrada pelo artista plástico Dorian Gray e toda a renda será revertida para o Hospital Infantil Varela Santiago, referência no tratamento de crianças com câncer. “Do ponto de vista social, esse trabalho de divulgar a obra de Tonheca deveria ser abraçada pelo poder público. Crianças e adolescentes poderiam largar ou nunca entrar no vício do crack, por exemplo, se tivessem educação musical com qualidade”, conclui Cláudio.

 

Bíblia Nazista
Caso inverso de liberdade de expressão, a Baviera, segundo Estado mais populoso da Alemanha e o maior em extensão, tem um problema para liberar a publicação de um livro. Não um livro qualquer, mas Mein Kampf, de Adolf Hitler. Dono dos direitos autorais sobre o pensamento do ditador alemão desde que um juiz os retirou do partido nazista, o ministério de finanças bávaro empreende uma verdadeira cruzada para evitar novas impressões.

Bíblia Nazista – II
É que no dia 31 de dezembro de 2015, Mein Kampf (Minha luta, em português) entrará em domínio público, o que permitirá a qualquer rodar cópias do manifesto lunático. Em 2012, o Instituto de História Contemporânea de Munique conseguiu autorização para imprimi-lo em uma edição comentada, dentro de uma política para evitar que a obra caísse nas mãos de algum grupo neonazista. O governo alemão conseguiu apoio de quase toda Europa e América do Norte.

Bíblia Nazista – III
Menos de Inglaterra, onde se vende três mil exemplares por ano, e Estados Unidos, o maior mercado editorial. Escrito em 1924, durante uma estadia na prisão, o livro vendeu mais de dez milhões de cópias só na Alemanha, a partir de sua chegada ao poder, nove anos depois. Era presente de casamento, de crianças ou qualquer data comemorativa. Toda residência tinha que possuir na estante as páginas encadernadas com a base ideológica antissemita e racista do Führer.

Vinhos no verão
No próximo sábado (14), a Vinhedos, em sua loja da Prudente de Morais, apresentará sugestões de vinhos para as festas de fim de ano e para o verão. O evento é aberto ao público e será realizado das 11h às 14h. Durante a Mostra, doze edições variadas de espumantes, vinhos brancos e vinhos tintos estarão disponíveis em prova aberta. Famosos vinhos como o Kriter Rose Brut, produzido na França, e o Colomé Torrontés, fabricado na Argentina, poderão ser degustados pelos convidados. Para a ocasião, a Vinhedos também prepara um saboroso Buffet Vinhedos com pratos harmonizados com os vinhos sugeridos durante o evento.

Pré-Natal
No próximo dia 20, a Pepper´s Hall realiza mais um “Pré-Natal da Cidade”, festa com oito horas de música e cujo primeiro lote de ingressos já está à venda na loja Rutra do Natal Shopping. A casa trará quatro grandes atrações para animar o público. A principal será a do DJ norte-americano Spin Easy, conhecido por suas performances bem-humoradas diante dos pick-ups e um set list baseado no hip hop e na black music. A programação terá ainda o pagode da banda Daquele Jeito, os sucessos de Luan Carvalho e a animação do DJ Jovick. Mais informações: (84) 3236-2886 ou www.peppershall.com.br.

Festa em Parnamirim
A Prefeitura de Parnamirim preparou uma série de eventos para comemorar as festas natalinas e o aniversário de 55 anos da cidade. A partir de sexta-feira (13), a programação, que dura um mês, apresenta grandes espetáculos culturais, como o “Nas Asas da História”, ações sociais como o “Natal das Crianças de Parnamirim” e inauguração de obras. As festividades se encerram com o Reveillon no dia 31, na Praia de Pirangi. Durante o evento também ocorrerá o Tributo ao Vinil, que vai contar com um toca discos, onde as pessoas levarão seus discos em vinil para ouvir e comercializar com outros colecionadores.

Natal em cena
Começa hoje (12), o Natal em Cena e os shows do Auto do Natal 2013. Até o próximo dia 21, a capital potiguar viverá o clima natalino com uma série de atrações. Nesta quinta-feira, a partir das 20h, dois espetáculos teatrais com abordagens distintas: uma enfocando a história da nossa cidade e a outra o caráter religioso do Natal. Eles se chamam “Natal: o Milagre da Fé” e “Encruzilhada do Mundo”. A programação acontece nos dias 12, 13 e 14 e 19, 20 e 21 de dezembro. A realização é da Prefeitura do Natal por intermédio da Fundação Cultural Capitania das Artes. Outra novidade é que o evento ocorre tanto na Zona Sul (Árvore de Mirassol) quanto na Zona Norte (Ginásio Nélio Dias). A parte cênica do evento inclui ainda o espetáculo de dança “Entre Gestos”, do Ballet Municipal Roosevelt Pimenta que será montado nos dias 12 e 13 de dezembro. Além da programação teatral, o Natal em Cena conta ainda com uma programação musical, com shows de artistas nacionais como Roberta Sá, Elba Ramalho, Fagner e Zeca Baleiro, além de atrações locais, como a banda Catita Choro e Gafieira, Jerimum Jazz, Bossa Jazz Street Band, Sexteto Potiguar, Antônio de Pádua e Orquestra Sinfônica. Detalhes da programação você encontra no site www. natalemnatal2013.com.br.

Blog
Em meu blog no site de O Jornal de Hoje (www.jornaldehoje.com.br) tem um breve comentário sobre um dos discos emblemáticos na história do flamenco, música que mistura cultura árabe, cigana e judaica na tierra madre do surrealismo. La Leyenda del tiempo, do andaluz Camarón de la Isla, ou simplesmente Camarón, é considerado o Sgt. Peppers do gênero, por sua mistura com jazz e rock progressivo. Lá você encontra o link com o álbum completo e o documentário Tiempo de Leyenda, ambos lançados em uma caixa de luxo comemorativa dos 35º de aniversário da obra-prima do cantor.

Compartilhar: