Laudos apontam que assassino de bebê estuprou mulheres em série

Preso por duplo homicídio em Igarapé, homem teria violentado dez vizinhas

Sérgio Luiz jogou um bebê em um rio. Foto: Divulgação
Sérgio Luiz jogou um bebê em um rio. Foto: Divulgação

Preso pelo homicídio de um homem e de um bebê de apenas três meses, um homem teve a participação em uma série de estupros confirmada, segundo a Polícia Civil. Nesta quinta-feira (3), Sérgio Luiz de Souza, de 34 anos, foi apresentado na delegacia de Ibirité, na Grande BH.

A delegada Geany Kelly da Silva Caldeira explica que 10 estupros sem solução desafiavam a polícia em Ibirité e Igarapé há dois anos. Quando Sérgio de Souza ameaçou e estuprou a própria companheira, em junho de 2012, ele foi detido e teve material genético colhido. Ao entregar os laudos, o laboratório apontou a coincidência.

“Foram dois crimes cometidos nos bairros vizinhos Canaã e Jardim do Rosário, onde ele também mora, em 2012, e um em Igarapé, que foram confirmados pelos laudos. Outros seis estão sob investigação. As vítimas têm entre 35 e 60 anos, ele as levava para dentro do carro e ia até um matagal. Uma das vítimas era avô, e outra teve o rosto desfigurado, quase morreu. Uma outra era vizinha de rua dele”.

Apesar de atacar mulheres que moravam no mesmo bairro, as denúncias ainda não tinham levado a polícia a chegar até o suspeito.

Os homicídios, em 2012, foram cometidos para “vingar” o homem que furtou o sítio do pai de Sérgio Luiz.

“Ele atirou no homem e jogou o sobrinho dele, de apenas três meses, em um rio. A mulher da vítima também foi baleada na cabeça, mas sobreviveu”.

Segundo a delegada, Sérgio Luiz se recusa a falar sobre os estupros e chorou muito durante a apresentação.

“Sobre as mortes ele conversa. Quando apontamos os laudos que confirmavam os estupros, disse que só fala na presença do advogado”.

Fonte: R7

Compartilhar: