Líder Cruzeiro é o clube que tem maior folha salarial do Brasileirão

Rogério Ceni ganha R$ 700 mil e Luís Fabiano R$ 600 mil no São Paulo

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O São Paulo é somente o sétimo colocado no Brasileirão, nove pontos atrás do líder Cruzeiro. No entanto, quando o assunto é custo, o time de Rogério Ceni, Luís Fabiano, Pato e companhia ocupa o top 3.

O presidente Carlos Miguel Aidar desembolsa R$ 10,5 milhões por mês com salários e direitos de imagem. Cruzeiro e Fluminense são os únicos que gastam mais com seus departamentos de futebol — R$ 12,6 milhões e R$ 11,7 milhões, respectivamente.

Aos mais próximos, Aidar já reclamou diversas vezes da folha são-paulina, lembrando que ela já era muito alta antes mesmo de sua posse, em abril deste ano. Os dois atletas mais bem pagos são velhos conhecidos no clube: Rogério Ceni (que ganha R$ 700 mil) e Luís Fabiano (R$ 600 mil).

Alexandre Pato, que onera os cofres tricolores em R$ 400 mil, é outro no topo dos abonados. Já o novo presidente foi responsável por acrescer R$ 500 mil do salário de Kaká — o Orlando City paga a outra metade — e R$ 350 mil de Alan Kardec.

Concorrência

Depois do São Paulo, o clube paulista que mais gasta com folha salarial é o Corinthians, com aproximadamente R$ 8,3 milhões. O elenco do Palmeiras tem um custo aproximado de R$ 6,2 milhões, enquanto o Santos paga R$ 5,9 milhões.

Compartilhar:
    Publicidade