Líder governista não vê dificuldades para aprovar a Reforma Administrativa

Júlio vai conversar com líderes para conscientizá-los da importância da matéria

56Y56U56U5U56U5U56U5

O vereador Júlio Protásio, líder do prefeito de Natal na Câmara Municipal, não vê dificuldades para aprovação do projeto de Reforma Administrativa encaminhado pelo Poder Executivo para apreciação dos vereadores. Ele acredita que cumpridas etapas de tramitação normal nas Comissões Técnicas a reforma será aprovada até final do mês, no mais tardar início de abril já que segundo o líder, trata-se de um projeto importante para a população natalense e para a própria prefeitura porque um dos objetivos é diminuir despesas a adequar a administração municipal a uma nova realidade, além de extinguir órgãos públicos considerados inoperantes e perdulários. “Vou conversar com todos os líderes partidários, inclusive integrantes do G10 para conscientizá-los da importância de aprovarmos a matéria, inclusive com votos de alguns vereadores de oposição”, disse o líder.

O vereador Marcos, do Psol, integrante do G10 (grupo dos 10 vereadores de oposição que tem como objetivo unificar o voto), entende que o retardo no envio da matéria para votação em plenário é uma estratégia do governo para ganhar tempo e tentar cooptar alguém do G10, garantindo assim, a aprovação de itens considerados polêmicos. “Na esquerda verdadeira não é possível cooptação. Não sei junto aos demais integrantes do grupo”, avalia o vereador Marcos Antonio, acrescentando que em alguns pontos têm consenso, outros não. Esclarece ainda o vereador do Psol, que determinados itens da Reforma Administrativa precisa de 2/3 para aprovação, correspondentes a 20 votos e até agora o governo conta com 19 votos, o que configura uma derrota em plenário.

Concluindo, o vereador Marcos Antonio disse que o G10 é contra o fechamento da secretaria da Mulher e não tem questão fechada sobre a Ouvidoria e a Alimentar, órgão que estão na lista para ser extintos. (JP)

Compartilhar: