Líder há 27 anos no mercado de carros, Gol cai para 3º nas vendas

Em março, a Fiat manteve a liderança no mercado nacional de automóveis e comerciais leves

56u65i4i3i232222

Pela primeira vez uma picape, a Strada, da Fiat, foi o veículo mais vendido no País. Em março, o modelo vendeu 13.020 unidades, desbancando o tradicional líder Gol, da Volkswagen, que caiu para o terceiro lugar na lista, com 12.540 unidades.

O compacto líder de vendas há 27 anos seguidos também perdeu, no mês, para o Fiat Palio (12.870 unidades). O fim da produção, a partir de janeiro, do Gol G4, o mais barato da linha, reduziu os volumes do modelo, mas, segundo a Volkswagen, as vendas do novo Gol (G5), “permanecem exatamente com a mesma participação de mercado dos últimos meses”.

O Gol G4 foi tirado de linha porque não era equipado com airbag e freios ABS, itens de segurança que passaram a ser obrigatórios em todos os automóveis a partir de janeiro deste ano. O mesmo ocorreu com o Mille, que deixou de ser produzido e puxou para baixo as vendas do Uno, que ficou na quinta posição no ranking em março, com 10.270 mil unidades.

No acumulado do trimestre, o Gol ainda segue como líder do mercado, com 48.290 unidades vendidas, 9.440 à frente da Strada e 9.530 à frente do Palio (38.760 unidades). Na sequência estão Uno (34.310), Ford Fiesta (31.130) e Onix, da GM (31 mil). O compacto up!, lançado em fevereiro pela Volkswagen, ainda não deslanchou no mercado.

Marcas

Em março, a Fiat manteve a liderança no mercado nacional de automóveis e comerciais leves, com 23,5% de participação nas vendas, enquanto a General Motors ficou em segundo lugar (17,7%) e a Volkswagen em terceiro (16,5%).

No trimestre, a ordem se mantém com Fiat à frente (22,5% de participação), seguida por GM (17,6%) em acirrada disputa com a Volkswagen (17,5%).

Em nota, a Volkswagen informa que “está diante da maior renovação do portfólio de produtos de sua história, promovendo a modernização de suas fábricas, com alterações em seu processos produtivos.”

A empresa cita os lançamentos recentes do up! e da sétima geração do Golf e afirma que, “no processo dessa ampla renovação é natural que as vendas, em determinado momento, não acompanhem mês a mês a evolução do mercado.”

A Ford segue na quarta posição (9,1% das vendas), enquanto a Renault tem 6,7% de participação, com a Hyundai muito perto (6,6%).

Entre as montadoras que seguem com a produção normal, sem medidas de corte em razão de queda de demanda e altos estoques estão Fiat, Hyundai e Toyota.

 

Fonte: O Estado de S. Paulo

Compartilhar:
    Publicidade