Lobão dá chilique no CQC e ameaça processar a TV Bandeirantes

O cantor, que atualmente é colunista de Veja, se irritou quando o repórter insinuou que ele teria 'afinado' para o rapper Mano Brown

YRTYR

O músico Lobão não gostou nem um pouco de um novo quadro do CQC, que volta ao ar no próximo dia 17. Abordado de surpresa por Ronald Rios e um grupo de 30 “torcedores”, Lobão não gostou do que ouviu da “torcida”, xingou o repórter, tentou tomar-lhe o microfone e está ameaçando processar a Band caso a emissora exiba o material.

A cena aconteceu na saída da Band, em São Paulo, na semana passada, após gravação do Agora É Tarde exibido ontem à noite.

No novo quadro, chamado de Torcida VIP, um grupo de “torcedores” canta um hino de torcida de futebol adaptado para a celebridade. No caso de Lobão, os “torcedores” cantaram “Pó, pó, pó, pó, pó, pó, pó, pó / Simpatizava com Lula-la / Agora caga pra geral / Tem a língua afiadaaa/ Mas afinou pro Mano Brown”.

O cantor, que atualmente também é colunista da revista Veja, não se incomodou com o “pó” nem com a referência implícita à guinada ideológica, mas com o “afinou pro Mano Brown”. “Mano Brown é o caralho”, respondeu, tentando tomar o microfone de Ronald Rios.

Em maio do ano passado, o rapper Mano Brown desafiou Lobão pelo Twitter a “um encontro” para resolver “como homem” uma polêmica. Em entrevista à Folha de S.Paulo por ocasião do lançamento do livro Manifesto do Nada na Terra do Nunca, Lobão afirmou que os Racionais MC’s, de Brown, “são o braço armado do governo, são os anseios dos intelectuais petistas, propaganda de um comportamento seminal do PT”.

Brown, além de chamar Lobão para a briga, disse que o músico agia como “uma puta para vender livro”.

A Band tende a exibir o material no retorno do CQC em 2014. Se for processada por Lobão por causa disso, será no mínimo uma contradição do músico, que vive alertando para o risco de o PT censurar a imprensa.

 

Fonte: Site Pragmatismo Político

Compartilhar: