Local onde Eduardo Campos será sepultado vira ponto de peregrinação

No início da manhã de quinta-feira, cerca de 200 homens da prefeitura limparam as ruas próximas, podaram árvores, trocaram lâmpadas e taparam buracos

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O cemitério Santo Amaro, no Recife, onde será enterrado o corpo do ex-governador de Pernambuco e candidato do PSB à Presidência da República Eduardo Campos é preparado para a cerimônia que, entretanto, ainda não tem data definida. No início da manhã de quinta-feira, cerca de 200 homens da prefeitura limparam as ruas próximas, podaram árvores, trocaram lâmpadas e taparam buracos. Por decisão da família, os restos mortais de Eduardo Campos serão enterrados no túmulo onde foram sepultados o avô, Miguel Arraes (ex-governador de Pernambuco e um tio do candidato, Carlos Augusto Arraes de Alencar.

Desde que foi dada a notícia da morte de Eduardo Campos, em um acidente de aéreo em Santos (SP), o túmulo da família Arraes virou ponto de peregrinação para centenas de recifenses. “Desde ontem, não para de passar gente aqui. Em média, o cemitério recebe cerca de mil pessoas diariamente. Após o acidente, esse número saltou para 1,5 mil”, informou o chefe da Divisão de Necrópóles do Recife, Petrus Tejo. Por dia, são realizados cerca de 35 enterros no Santo Amaro.

De acordo com Tejo, no dia do sepultamento de Campos, não haverá outros enterros no cemitério. A expectativa é que milhares de pessoas compareçam à cerimônia. Além da família e de pessoas próximas, políticos e autoridades de todo o país, como a presidenta de candidata à reeleição Dilma Rousseff, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o governador de Pernambuco, João Lyra Neto, os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e o presidenciável Aécio Neves (PSDB), devem comparecer à despedida de Eduardo Campos.

Sozinha e abatida, a aposentada Laene de Loiola aproximou-se, no fim da tarde desta quinta-feira, do túmulo de Miguel Arraes e ficou um bom tempo parada ali. “Estou rezando por eles. Oração nunca é demais”, disse Laene à Agência Brasil. Para ela, a morte inesperada de Eduardo Campos abalou não só o povo pernambucano, mas todo o Brasil. “Ele era uma pessoas íntegra e correta. É um sentimento de profunda tristeza.”

O universitário Pedro Sette, que trabalhou com um primo de Eduardo Campos, também foi hoje ao Cemitério Santo Amaro, acompanhado de quatro amigas, para prestar uma homenagem ao ex-governador. “Vim para sentir (a emoção) mesmo e visitar o ‘seu’ Arraes”, resumiu o estudante.

Segundo o presidente do PSB de Pernambuco, Selino Guedes, há possibilidade de que os corpos de Eduardo Campos e dos quatro assessores dele que também morreram no acidente, cheguem ao Recife no próximo sábado. Todos serão velados no Palácio do Campo das Princesas, sede do governo do Estado. Em frente ao prédio, o arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, celebrará missa campal de corpo presente, da qual poderão participar os admiradores do candidato.

Fonte: Terra

Compartilhar: