Luiz Almir: “Wilma e Fátima têm que ter humildade e bom senso”

Vereador é favorável ao processo de união entre a classe política pelo RN

Vereador Luis Almir. Foto: Divulgação
Vereador Luis Almir. Foto: Divulgação

Joaquim Pinheiro

Repórter de Política

 

O vereador Luiz Almir entende que nesse momento de dificuldades que vive o Estado não pode prevalecer o egoísmo nem projetos pessoais. Pelo contrário, segundo ele, os políticos têm que ter bom senso, humildade e desprendimento para se unir num projeto que vise o Estado e o seu desenvolvimento. Luiz Almir cita por exemplo, o imbróglio entre PT e PSB, com Fátima Bezerra e Wilma de Faria querendo ocupar o mesmo espaço. “Fátima e Wilma têm que ter humildade para ficar juntas em benefício do Rio Grande do Norte. Em vez disso, continuam brigando pela mesma vaga no Senado. Entendo que Fátima poderia disputar à reeleição e Wilma disputar o Senado, até como reconhecimento ao trabalho que ela tem feito na condição de governadora, prefeita e deputada constituinte”, ressalta, acrescentando que o nome da atual vice-prefeita de Natal não deve ser subestimado nessa eleição.

Luiz Almir, do PV, defende uma aliança política do Partido Verde com o PMDB, tese já admitida pelo senador Paulo Davim, presidente da legenda no Estado, em entrevista a ´O JORNAL DE HOJE. Ambos, senador e vereador, entendem que o deputado Henrique Eduardo, presidente do PMDB e da Câmara Federal, é no momento o político com mais condições de aglutinar o maior número possível de partidos num projeto começando por um entendimento que termine numa coalizão de forças para tentar tirar o Rio Grande do Norte da difícil situação em que se encontra em razão de fatores conjunturais. “Defendo uma aliança política com o PMDB na chapa majoritária, deixando a proporcional livre”, disse Luiz Almir, inclusive colocando seu nome á disposição do partido para uma possível composição na chapa majoritária.

 

MESMO PALANQUE

Luiz Almir reitera ser bom para o Rio Grande do Norte uma união de partidos e lideranças políticas no mesmo palanque nesta eleição em nome do desenvolvimento do Estado. “Se tiverem a grandeza de se unir e adequar as vagas existentes será bom para o Rio Grande do Norte. Não considero essa história de acordão. Quando fui candidato a prefeito de Natal tive o apoio do PMDB de Garibaldi e Henrique, do DEM de José Agripino e do PSDB de Geraldo Melo. Quase fui eleito. Se juntar a maioria, já que a unanimidade é difícil objetivando ajudar o Estado não será favor, mas retribuição por tudo que o Rio Grande do Norte fez por todos”, observa Luiz Almir, lembrando que acordos políticos sempre aconteceram e acontecerão na política do Rio Grande do Norte e não é demérito para ninguém.

 

VIAGEM A BRASÍLIA

Como forma de trabalhar pelo bem do Rio Grande do Norte e união da classe política, Luiz Almir lembra um exemplo dele próprio, quando recentemente esteve nos gabinetes dos senadores Paulo Davim e Garibaldi Filho, dos deputados Henrique Eduardo e João Maia, para reivindicar para o Rio Grande do Norte. Segundo ele, tratou de um problema sério, que é a reestruturação da ponte de Igapó, que segundo ele, está com sua estrutura comprometida. “Conversamos com diretores do DNIT e ficou acertado que em março os trabalhos serão iniciados. Entendo que é dessa forma que os políticos devem agir para resolver os problemas do Rio Grande do Norte”, conclui o vereador.

Compartilhar:
    Publicidade