Luiz Antônio nega presente a milícia: meu carro foi roubado

Jogador alega que carro foi roubado com o pai dele dentro do veículo

Luiz Antônio presta depoimento sobre suposto envolvimento com integrante de milícia. Foto: divulgação
Luiz Antônio presta depoimento sobre suposto envolvimento com integrante de milícia. Foto: divulgação

Suspeito de ter presenteado com um carro de luxo um dos chefes da maior milícia do Rio de Janeiro, Luiz Antonio deixou a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) na tarde desta quinta-feira, após ter prestado esclarecimentos sobre um possível caso de estelionato. Apreensivo, o jogador do Flamengo garantiu que o seu veículo foi roubado.

“O carro foi roubado com o meu pai dentro dele. Eu estava viajando, estava na Região dos Lagos”, comentou o volante.

Ainda de acordo com Luiz Antonio, o fato de ele conhecer o policial responsável pela investigação do roubo, Alexandre Antunes, não interfere em algo. “Eu conheço o cara que está preso, mas não o tenho como irmão de criação. Apenas o conheço”, salientou o atleta.

Ligado à milícia, Alexandre Antunes, vulgo Pretinho, está preso. Pai de Luiz Antonio, Luiz Carlos Francisco Soares, que prestou queixa do roubo do automóvel, não compareceu à delegacia.

Advogado do Flamengo, Michel Assef Filho acompanhou o jovem jogador nesta tarde. De acordo com o funcionário do clube, inclusive, Luiz Antonio irá treinar normalmente na manhã desta segunda-feira.

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade