Lula se diz honesto e garante que na época de FHC era “roubar pelo roubar”

Ele ainda afirma que durante seu governo, a honestidade livrou muitos de serem denunciados

Lula participa do III Fórum Global do Trabalho Infantil

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou à carga contra o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) nesta sexta-feira em ato na região central de São Paulo.

Em uma analogia indireta, fez menção às investigações decorrentes do escândalo do mensalão e da denúncia sobre a compra de votos para a reeleição presidencial de FHC.

“No nosso tempo, no meu governo, só tinha uma forma de as pessoas não serem denunciadas. Era serem honestas. No tempo deles, de roubar pelo roubar, não tinha denúncia, porque tinha um tapete muito grande para jogar toda a sujeira para baixo do tapete, e nada aparecia”, disse.

Os dois ex-presidentes têm trocado acusações nos últimos dias.

 

 

Fonte: Valor

Compartilhar:
    • Marcus Cantidio

      quem confia na palavra do lula (PT)?

    • Francinete Amorim

      Que BANDIDO!!! Quem é não quer ser só!! Os filhos de FHC até a herança que tinham, PERDERAM!! os do Ali LLadrão estão BILIONÁRIOS!!! a filha de dlumau tem mais de DEZ empresas. Ela era uma simples funcionária de um tribunal em São Paulo e um dos do apedeuta, limpava as fezes dos elefantes do zoo de São Paulo. Quanto ao x9 dedos também está bilionário, nem trabalhar trabalhava!! Faz tempo, muito tempo mesmo, que eLLe ‘trabalhou’ (enganou, vivia bebendo num botequim vizinho da metalúrgica, e tinha uma garrafa exclusiva) de metalúrgico, depois ficou ”mamando” nas tetas do sindicato e quando criaram a cut, ganhou mai tetas… O resto todos sabem!! Sim, conseguiu várias aposentadorias FALSAS. Como a primeira: por causa do dedo que eLLe decepou, bêbado (os dedos prováveis para serem cortados num acidente de trabalho, seriam polegar ou apontador, não o mínimo!!!) e a de PERSEGUIDO POLÍTICO… OU BICHO MENTIROOOOOOOOOOSO!!

    • Manoel Marques Dantas

      LULA tá certíssimo, nunca na história do Brasil pessoas próximas junto ao circulo do poder constituído foram julgadas e condenadas. No Governo FHC o procurador geral da República era conhecido como o engavetador geral.