“Maconha”, morto em confronto com polícia em Natal fez mais de 50 assaltos

Só na manhã de ontem ele tinha realizado quatro assaltos

Foto: Sérgio Costa
Foto: Sérgio Costa

O jovem Denilson Barbosa Duarte, de 18 anos, morto em confronto com a policia nesta quarta-feira (16), na comunidade Novo Horizonte, possuía uma extensa ficha criminal e colecionava dezenas de assaltos. Essa afirmação foi dada pelo delegado titular do 3º Distrito Policial, Natanion de Freitas. “Maconha”, como era mais conhecido, teria praticado somente na manhã de ontem quatro assaltos a estabelecimentos comerciais na zona Leste, acompanhado de outro suspeito.

Logo que tomou conhecimento da ação dos assaltantes o delegado convocou uma equipe de agentes e investigadores e deu início a uma caçada. Informações apontaram a localização da dupla e os policiais da 3º DP e da Rocam cercaram a comunidade localizada no bairro das Quintas e conseguiram surpreender os dois. Houve troca de tiros e Denilson foi morto durante o confronto. O outro suspeito identificado apenas por “Junior Facão” conseguiu fugir.

De acordo com Natanion, o bandido morto era procurado pelas polícias e considerado um dos mais atuantes assaltantes da região, a ele eram atribuídos mais de 50 assaltos a lojas, padarias, postos de combustíveis e principalmente a ônibus coletivo, este último era a especialidade dele.

“O sujeito não era de brincadeira, assaltava e muitas vezes atirava para ameaçar as vítimas, recebemos informes de que ele juntamente com o comparsa agiam dia e noite aterrorizando o cidadão de bem, na maioria das vezes passageiros e motoristas de ônibus. Ele foi ousado em atirar em direção a nossa equipe, tivemos que revidar”, relatou.

Uma ação conjunta ainda está em andamento na tentativa de localizar o outro partícipe dos assaltos. Equipes da Rocam e do 9º Batalhão realizam diligências em bairros como Quintas, Felipe Camarão, Planalto e Nordeste, até a manhã desta quinta o procurado continuava foragido.

Fonte: Portal BO

Compartilhar:
    Publicidade