Mãe é suspeita de tentar matar bebê de quatro meses sufocado com aerossol

Caso aconteceu no Hospital Vila da Serra, em Nova Lima, na Grande BH

Funcionários do hospital serão ouvidos pela polícia. Foto: Divulgação
Funcionários do hospital serão ouvidos pela polícia. Foto: Divulgação

Uma mulher de 30 anos está sendo investigada pela Polícia Civil suspeita de tentar matar o próprio filho de quatro meses sufocada com desodorante aerossol. O crime ocorreu no Hospital Vila da Serra, em Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte, onde a criança estava hospitalizada.

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, o caso está sendo apurado pela delegada Lorena Vaz de Melo, da 4ª Delegacia de Nova Lima. Ela já convocou o corpo médico da unidade de saúde para prestar depoimento e deve ouvir os pais da suspeita nos próximos dias. O pai da criança também está sendo procurado.

A assessoria da corporação informou ainda que, embora haja a suspeita, a delegada prefere levantar mais dados antes de instaurar inquérito por tentativa de homicídio.

A reportagem entrou em contato com o Vila da Serra. Por telefone, a assessoria da instituição informou que o estado de saúde do bebê não será divulgado e o hospital não vai se pronunciar sobre o assunto.

A Polícia Militar registrou um boletim de ocorrência no último domingo (24) de uma discussão entre a avó da criança e uma enfermeira do hospital. A mulher, de 57 anos, queria deixar a unidade de saúde com o neto e afirmou que possui a guarda provisória dele porque a filha sofre de depressão pós-parto. O médico responsável pelo bebê, no entanto, explicou aos militares que o menino tinha autorização somente para deixar o CTI (Centro de Tratamento Intensivo) e ir para o quarto. Ainda conforme o profissional, uma ordem judicial impede que a criança saia do local sem que a Justiça seja informada.

Fonte: R7

Compartilhar: