‘Mãe, eu te amo’, diz torpedo de estudante em balsa naufragada

Ao menos 9 mortes foram confirmadas; balsa com 475 pessoas a bordo, a maioria estudantes, seguia em direção à ilha de Jeju

Mensagem de texto enviada por filha à mãe reflete desespero dos passageiros. Foto: Reprodução/BBC
Mensagem de texto enviada por filha à mãe reflete desespero dos passageiros. Foto: Reprodução/BBC

Registros do desespero dos passageiros da balsa que naufragou na Coreia do Sul começaram a surgir um dia depois do acidente.

A balsa, com 475 pessoas a bordo, a maioria estudantes, seguia em direção à ilha de Jeju, no sul do país, um popular destino turístico, quando sofreu uma forte inclinação e virou.

Nesta quinta-feira (17), a presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye, visitou as imediações do acidente. Ela cobrou agilidade das equipes de resgate e disse que, a cada minuto que passa, as chances de encontrar sobreviventes diminui. Por causa do mar agitado e dos ventos fortes, os mergulhadores ainda não conseguiram entrar dentro da balsa submersa para buscar os cerca de 300 desaparecidos. Nove mortes foram confirmadas.

Ainda não se sabe o que causou o acidente, mas familiares dos passageiros criticaram as autoridades por terem permitido que a embarcação zarpasse com tempo ruim. Eles também questionaram o suposto envolvimento do capitão no acidente. Em depoimento à polícia, o comandante pediu desculpas e afirmou estar bastante vergonhado. Também há relatos de que a balsa teria desviado de sua rota original.

 

Fonte: BBC Brasil / IG

Compartilhar: