Maicon morreu em colisão frontal após ultrapassagem. Carro era do clube

O Hyundai Elantra guiado por Maicon no momento do acidente era do Shakhtar Donetsk, do mesmo modelo cedido a todos os jogadores do clube

Automóvel ficou completamente destruído. Foto:Divulgação
Automóvel ficou completamente destruído. Foto:Divulgação

A colisão entre dois veículos que causou a morte do atacante Maicon, de 25 anos, do Shakhtar Donetsk, na Ucrânia, aconteceu após o brasileiro perder o controle de seu Hyundai Elantra ao tentar uma ultrapassagem em uma via na região de Donetsk. A batida foi frontal, com um veículo que vinha na direção oposta e destruiu o carro do brasileiro.

Segundo relatos ouvidos e transmitidos por ex-companheiros de Shakhtar Donetsk, a intensa neve do inverno ucraniano atrapalhou o atacante e provocou a perda de controle ao frear após tentar a ultrapassagem.

“Ele estava dirigindo, e nessa época do ano aqui faz muito frio, no momento a pista estava escorregadia e ele perdeu o controle do carro em função da neve. Tentou frear, mas perdeu o controle e bateu de frente em outro carro que vinha no sentido contrário”, relata o volante Fernando, ex-Grêmio e atualmente no Shakhtar. Não há detalhes sobre o estado do condutor do outro veículo. O jornal ucraniano Fakty divulgou as imagens do acidente e mostrou que o outro veículo ficou igualmente destruído. Segundo amigos de Maicon, o outro motorista também estava sozinho e está em estado grave.

O atacante Wellington Nem, que recentemente deixou o Fluminense, costumava pegar caronas com Maicon. Ele só parou de acompanhar o companheiro quando Maicon foi emprestado ao Illichivets Mariupol.

“Foi uma notícia muito triste, morte de um companheiro nosso, de um amigo, um irmão que a gente fez aqui. Quando eu cheguei, me ajudou bastante. Foi o cara que me levava para o treino, me levava ao hotel e agora todo mundo está chocado e não acreditando que aconteceu isso. Ele não era de correr, não, não costumava correr, ele andava devagar. Foi uma fatalidade. O que sei é que ele estava vindo na mão dele e eu acho que o pneu não segurou a neve, e ele bateu com outro carro de frente”, conta Wellington Nem.

O Hyundai Elantra guiado por Maicon no momento do acidente era do Shakhtar Donetsk, do mesmo modelo cedido a todos os jogadores do clube, que tem 12 brasileiros entre os que estão no elenco atual e emprestados a outros clubes. Alex Teixeira, atacante que jogava no Vasco, reforça que a neve no local atrapalhou o ex-companheiro.

“Foi uma colisão com outro veículo. Eu acho que ele estava um pouco com velocidade, e como estava nevando muito acho que escorregou e perdeu o controle do carro. Bateu de frente com outro carro, ninguém sabe realmente por enquanto o que houve, mas ele estava de folga do time. Ele chegou de viagem no mesmo dia e deram folga para ele hoje (sábado)”,  afirma Alex.

Segundo o atacante Luiz Adriano, que jogou no Internacional, o acidente teria acontecido durante a madrugada. “Falaram que foi às 5h. Foi uma grande perda para nós, um cara de boa, muito alegre e o acidente aqui eu acho que foi por causa da temperatura. Contribui um pouco para ele ter batido no outro veículo”, falou

Fonte:Uol

Compartilhar:
    Publicidade