Mais de 100 famílias foram atingidas em Mãe Luiza‏ e 30 estão desabrigadas

Equipe da Semtas continua realizando cadastramento no bairro de Mãe Luiza e em outros pontos da cidade

Doações não param de chegar para as famílias atingidas. Foto: Divulgação
Doações não param de chegar para as famílias atingidas. Foto: Divulgação

A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria do Trabalho e Assistência Social de Natal (Semtas), contabiliza, até o momento, 100 famílias atingidas com as chuvas no bairro de Mãe Luiza, Zona Leste de Natal. Das 100 famílias, 30 estão desabrigadas, e destas apenas duas estão alojadas na Escola Municipal Santos Reis. As demais estão espalhadas em algumas igrejas da cidade e em casas de familiares.

Em outros pontos da capital potiguar, como Lagoa do Preá, Novo Horizonte, Comunidade do Jacó e São Conrado, a equipe da Semtas cadastrou mais 30 famílias atingidas com as chuvas.

Na manhã desta segunda-feira, dia 16, uma equipe da Semtas continua realizando cadastramento no bairro de Mãe Luiza e em outros pontos da cidade, com o objetivo de identificar famílias em situação de vulnerabilidade social. Segundo a titular da Semtas, Ilzamar Pereira, as doações continuam sendo importantes. “Estaremos com uma equipe fixa na Escola Municipal Santos Reis, recebendo doações ao longo do dia. Estamos precisando de sacos plásticos para fazermos kits para distribuição”, pede ela.

A secretária ainda informou que está planejando a logística para iniciar a distribuição dos donativos na próxima quarta-feira, dia 18. Porém, ela ressaltou que os casos mais delicados já estavam recebendo total apoio da Assistência Social do município. Em virtude das fortes chuvas caídas em Natal no sábado (14) e no domingo (15), dos deslizamentos de terra e dos transbordamentos de lagoas de captação, a Prefeitura de Natal decretou nesta segunda-feira (16) estado de calamidade pública na cidade por 180 dias.
Compartilhar: