50 casas e edifício são evacuados e iluminação elétrica é cortada no bairro de Petrópolis

Em função das fortes chuvas registradas nos últimos dias no estado, a Corporação mobilizou cerca 40 bombeiros para áreas próximas aos bairros de Mãe Luíza e Petrópolis e deixou todos os demais militares da corporação em prontidão

Foto: Canindé Soares
Foto: Canindé Soares

O Corpo de Bombeiros Militar do RN, em parceria com outros órgãos públicos, está em alerta atuando juntamente com a Defesa Civil Municipal e Estadual prestando apoio aos moradores que se encontram em áreas consideradas de risco na capital potiguar.

Em função das fortes chuvas registradas nos últimos dias no estado, a Corporação mobilizou cerca 40 bombeiros para áreas próximas aos bairros de Mãe Luíza e Petrópolis e deixou todos os demais militares da corporação em prontidão.

“Neste momento, há uma preocupação especial em alertar os moradores sobre procedimentos em casos de inundação, riscos de contaminação ou de deslizamento de terra”, disse o Coronel Elizeu Lisboa Dantas, Comandante Geral do CBMRN.

Cerca de 50 casas e um edifício já foram evacuados pelos órgãos municipal e estadual, nas proximidades das ruas Guanabara e Atalaia, em Mãe Luíza, e parte da iluminação foi cortada por precaução, pela Cosern, a fim de evitar choques elétricos e possíveis incêndios, o que é um procedimento normal para estes casos.

“Neste período as palavras-chaves são cautela e solidariedade. O melhor é esperar e aguardar em local seguro. É essencial mudar o comportamento diante de situações adversas. Quem reside em áreas de risco deve ficar atento aos sinais de perigo e se necessário acionar o 190 ou 193”, disse o Coronel Dantas.

Militares das Forças Armadas (Exército e Marinha), Policia Militar, além de profissionais da Prefeitura de Natal (Guarda Municipal) e da Cosern, atuam integrados com os Bombeiros e Defesa Civil nesta operação. O Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde (CIOCS), responsável pelas ações da Secretaria de Estado da Saúde Pública e Secretaria Municipal de Saúde de Natal, permanece com o Plano de Contingência ativado, com os profissionais do Samu Natal, Samu RN, vigilâncias sanitárias e hospitais da cidade em alerta.

Fotos: Cláudio Abdon
Fotos: Cláudio Abdon

Confira, abaixo, as dicas de segurança.

190 é o telefone da Defesa Civil.

Dicas de Defesa Civil

No período chuvoso é possível que ocorra inundações ou alagamentos, dependendo da intensidade da chuva, porém, recomenda-se:

Aos pedestres: evitarem travessias em áreas inundadas ou alagadas pois há riscos de contaminação, de serem arrastadas pela águas e de queda em buracos submersos.

Aos motoristas: evitem transitar com o veículo em áreas inundadas ou alagadas, pois, você pode ser surpreendido por erosões, correntezas que tirem a estabilidade do veículo ou fazer com que o mesmo pare de funcionar.

Quem reside em áreas de risco deve ficar atento aos sinais de:

Inundações :

Elevação do nível das águas do córrego, ribeirão ou rio próximo à sua casa, (mesmo se não estiver chovendo), água barrenta e corredeiras.

Deslizamentos:

Queda de barreiras e deslizamentos de encostas.

Trincas e rachaduras no chão.

Inclinação de árvores, postes cercas ou muros.

Como Amenizar o Risco de Acidentes como Deslizamentos e Inundações :

Evite cortar as árvores e não retire a vegetação das encostas. As raízes ajudam a conter o solo.

Não faça cortes em barrancos em pé com 90º.

Não faça aterros sem a devida compactação do solo.

Não jogue lixo nas encostas em seu quintal e nas ruas.

Limpe as calhas, repare o telhado, limpe seu quintal.

As intervenções devem ser feitas sob orientações técnicas

Em caso de perigo essas providências podem salvar sua vida:

Chame a Defesa Civil, pelo telefone 190.

Evite atravessar áreas inundadas

Evite deixar as crianças trancadas em casa.

Se houver recomendação da Defesa Civil para abandonar sua casa abandone-a imediatamente.

Colabore. As orientações dadas pela Defesa Civil deverão ser acatadas sem discussão.

Nos casos de acidentes com vitimas ligue imediatamente para Corpo de Bombeiros, pelo telefone 193 ou para SAMU, pelo telefone 192.

“A Defesa Civil é necessária durante as calamidades, indispensável em caso de guerra, útil todos os dias”

Compartilhar:
    Publicidade