Mais um jovem suspeito de crimes é amarrado nu em poste

O adolescente é suspeito de tentar matar um idoso de 71 anos e de tentar estuprar uma mulher de 38 anos

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Um adolescente de 16 anos foi rendido por moradores e amarrado nu em um poste em Aripuanã, no interior de Mato Grosso, no último sábado. O jovem é suspeito de tentar matar um idoso de 71 anos e de tentar estuprar uma mulher de 38 anos. Um grupo de pessoas o agrediu com golpes de pedaços de madeira, chinelos e garrafas.

De acordo com o delegado que investiga o caso, a suspeita é a de que o adolescente estivesse sob o efeito de drogas. “Ele entrou na casa do idoso e machucou o senhor, deu uma gravata nele e ele caiu no chão. O rapaz pegou um facão que encontrou pela frente e ameaçou o morador de morte. Depois, entrou na casa ao lado, arrastou a dona para o quarto e tentou violentá-la. Mas ela começou a gritar por socorro, e os vizinhos vieram ver o que estava acontecendo. De lá mesmo, o rapaz saiu correndo, nu e o pessoal foi atrás dele, até a feira livre”, afirma o delegado Albertino Félix.

O adolescente fez exame de corpo delito, porque recebeu socos e empurrões, como confirma o delegado. “Teve pequenas escoriações, tanto é que já está bom e lúcido”, disse. O rapaz teve desmaios durante a perseguição, o que, segundo Félix, seria causado pelo uso de drogas.

Ao chegar ao local, policiais militares desamarraram o jovem do poste e o encaminharam a uma unidade de saúde, onde foi medicado. Segundo o delegado, a polícia teve dificuldades para conter a população. “O correto é chamar a polícia e não agredir”, diz o delegado.

A Justiça determinou a internação do adolescente, que vai responder por homicídio e tentativa de estupro. Ele continua apreendido na Delegacia Municipal de Aripuanã, porque não há vagas no sistema socioeducativo de Mato Grosso. “Conforme a lei, até amanhã (quarta-feira), se não houver mesmo vaga para ele, vou soltá-lo”, informa o delegado.

No último dia 15, moradores de Belo Horizonte também amarraram Paulo da Silva Henrique, 32 anos, acusado por testemunhas de ter empurrado uma adolescente, que estava no ponto de ônibus, para roubar o celular dela. Revoltados, populares perseguiram o acusado, que caiu e foi rendido. Quando foi entregue à polícia, com as mãos e pés amarrados, alegou ser usuário de drogas.

Também em maio, no Sergipe, Rives da Paixão Félix, 18 anos, foi preso após tentar assaltar um lutador de artes marciais, que aplicou um golpe no ladrão e depois o amarrou em um poste. O rapaz sofreu pancadas de populares até a chegada da Polícia Militar.

O caso mais marcante foi o de Fabiane Maria de Jesus, 33 anos, rendida e espancada até a morte no Rio de Janeiro no dia 31 de janeiro deste ano, depois de um boato dando conta de que ela sequestrava bebês para praticar magia negra. Segundo a polícia, Fabiane não estava envolvida nos supostos crimes.

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade